Passo a passo: como ingressar na carreira militar

estudante ingressando na carreira militar

Se você tem o sonho de trabalhar nas Forças Armadas, tendo a possibilidade de ser empregado em qualquer local do país, é fundamental saber quais são os requisitos para ingressar no órgão. O que muitas pessoas não sabem é que quem conta com um diploma de ensino superior no currículo tem mais chances de se destacar diante da concorrência.

Para isso, neste artigo, vamos contar quais são os passos necessários para ingressar na carreira militar:

  • concluir o ensino médio;
  • escolher entre Exército, Marinha e Aeronáutica;
  • acompanhar a abertura de editais;
  • inscrever-se no concurso;
  • preparar-se para a prova;
  • fazer o teste de aptidão física;
  • fazer o teste psicológico.

Continue acompanhando e fique por dentro de mais informações sobre como ingressar na carreira militar e ter acesso a boas vagas no serviço público. Confira a seguir!

Afinal, como ingressar na carreira militar?

Muitos jovens, ao concluir o ensino médio, consideram seguir a carreira militar devido à estabilidade e à possibilidade de crescimento dentro das Forças Armadas. O maior objetivo da instituição é zelar pela defesa do país e garantir a lei e a ordem, sempre tendo como base os poderes constitucionais.

Para participar dos concursos, o candidato deve ter entre 17 e 24 anos, altura mínima de 1,60 para homens e 1,55 para mulheres, ser brasileiro nato ou naturalizado. Também é preciso submeter-se a alguns testes para comprovar a aptidão física, intelectual e psicológica, além de exames médicos, de condicionamento e avaliação da saúde.

Geralmente, o ingresso ocorre por meio de escolas e de academias específicas voltadas para a formação de oficiais. Para entrar, é necessário optar por uma das três áreas do órgão, Aeronáutica, Marinha e Exército, e preencher os pré-requisitos determinados por cada instituição.

Para isso, listamos a seguir o passo a passo sobre como ser militar e o que é preciso fazer para conseguir uma vaga no setor.

Conclua o ensino médio

Antes de tudo, é preciso ter terminado o ensino médio para ter a chance de entrar em uma escola preparatória. As vagas nestes órgãos são bastante disputadas, e os estudantes recebem um treinamento militar básico e físico, baseado em atividades desportivas, como natação, futebol, entre outros.

O curso tem a duração de 3 anos e, assim que o aluno se forma, é possível continuar na carreira militar tendo a opção de ser admitido em uma academia específica para ter uma formação mais técnica da profissão. Além dos estudos, o indivíduo também recebe remuneração, alimentação, moradia, vestuário e assistência de saúde, tudo gratuitamente.

Escolha entre Exército, Marinha e Aeronáutica

O próximo passo é optar por um dos ramos do Ministério da Defesa: Exército, Marinha e Aeronáutica. Cada uma das opções oferece diferentes possibilidades de atuação e contam com escolas preparatórias e processos seletivos distintos. Para terem acesso ao ensino de qualidade, os candidatos devem passar por certames constituídos por provas intelectuais, exames de saúde e testes de aptidão física e psicológica.

Da mesma maneira, o ingresso na graduação de nível superior da carreira militar também é concorrido. As vagas são direcionadas principalmente para as áreas do Direito e, também, para profissionais da saúde, como psicólogos. Assim, os indivíduos têm acesso a uma formação acadêmica específica e, ao concluírem o curso, recebem a titulação de Oficial Militar.

Acompanhe a abertura de editais

É fundamental acompanhar a abertura dos editais para saber quais são as principais características e requisitos dos exames, além dos temas dos conteúdos mais cobrados na prova intelectual. Com isso, o candidato poderá organizar melhor o seu tempo e planejar adequadamente os dias de estudo, tendo uma preparação mais efetiva para o certame.

Também é interessante buscar pelas provas anteriores e realizar simulados com as questões para ter mais chance de fixar determinados conhecimentos, sobretudo aqueles com os quais você sente maior dificuldade.

Inscreva-se no concurso

Outro importante passo é inscrever-se no concurso específico para as Forças Armadas. Geralmente, a seleção é dividida em algumas etapas, sendo que a primeira tem o objetivo de comprovar os conhecimentos gerais e intelectuais, e as demais submetem o candidato a exames a fim de atestar a capacidade física e mental para os diferentes cargos.

As inscrições para o Exército, por exemplo, estão abertas e oferecem 1.100 vagas para áreas gerais, como infantaria, cavalaria e artilharia, e também disponibilizam oportunidades para profissionais da saúde e músicos com diploma de ensino superior.

Prepare-se para a prova

Tendo feito a inscrição para o certame, chega o momento de preparar-se para a prova e para os demais testes requeridos. A primeira dica nesse sentido é estudar com dedicação os conteúdos específicos definidos por edital, divulgado pelo Diário Oficial da União.

Os cargos são reservados para quem concluiu o ensino médio e para profissionais já formados no ensino superior. Aqui na Anhanguera, oferecemos descontos para servidores públicos federais, estaduais e municipais, com bolsas de até 20% para militares. O desconto é aplicável a cursos de graduação presenciais* e EAD e, para concorrer, basta ir até uma unidade da Anhanguera e conhecer os regulamentos e as condições para o recebimento da bolsa.

Faça o teste de aptidão física

O teste de aptidão física é bastante comum em carreiras militares, tendo o objetivo de avaliar se o candidato tem a capacidade de realizar atividades do cotidiano com tranquilidade e esforço. O exame baseia-se em determinados exercícios desportivos, como corrida e natação, para comprovar habilidades de velocidade, agilidade, equilíbrio postural e coordenação motora.

O recomendado para quem vai realizar o teste é manter a prática regular de alguma atividade física, alimentar-se de forma equilibrada e ter boas noites de sono para manter a saúde em dia e ter maior chance de se dar bem na avaliação.

Faça o teste psicológico

Já o teste psicológico serve para examinar as condições mentais dos candidatos para exercer as diferentes funções dos cargos disponíveis. Assim, é possível identificar as características que revelam traços da personalidade, que podem ou não influenciar no desempenho do profissional.

A verificação é útil, por exemplo, para evitar a nomeação e posse de pessoas que apresentam anomalias psíquicas e que podem prejudicar, de alguma maneira, o bom andamento dos serviços das instituições públicas. A etapa é eliminatória, ou seja, por mais que o indivíduo tenha sido aprovado nas fases anteriores do concurso, ele pode ser excluído caso não seja aprovado no teste psicológico.

Agora que você já sabe como ingressar na carreira militar, o próximo passo é optar por uma das profissões que mais combinam com você e com o seu perfil. Lembre-se de que ter um diploma de ensino superior no currículo pode ser uma excelente alternativa para concorrer a melhores cargos dentro das Forças Armadas, mesmo se você não se encaixa nos pré-requisitos para entrar nas academias e escolas militares.

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita ao blog e saiba também quais são as atualizações mais recentes sobre o mundo do trabalho!

* exceto para os cursos de Medicina

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content