Passo a passo: como estudar para o Enem de forma eficiente

como estudar para o Enem

Estudar para o Enem em casa pode ser um grande desafio. Com tanta matéria para ver e a pressão por ter um bom desempenho na prova, muitos estudantes mal sabem por onde começar, perdendo um tempo precioso da preparação. Para se livrar dessa insegurança e da desordem, o primeiro passo você já deu: buscar informações.

Para ajudar a entender como estudar para o Enem (o famoso Exame Nacional do Ensino Médio) sem complicações, a Anhanguera preparou este conteúdo recheado com dicas. Confira!

Defina um local de estudos

Já tentou estudar em meio a um completo caos? Se a sua resposta é sim, sabe bem que as chances de aprender algo nesse cenário são mínimas. Com a concentração abalada e as distrações batendo à porta, as apostilas, os livros e os exercícios parecem cada vez menos interessantes. É aí que a produtividade vai embora também, dando lugar à procrastinação.

Antes de chegar nessa situação, cuide do seu canto de estudos. Muitos estudantes não ligam de ficar na cama, rodeados pelos materiais. A estratégia pode até funcionar, pois é um local confortável e aconchegante para você. Só tome cuidado para não cair na tentação de tirar cochilos fora de hora e perder o foco.

Dê preferência a uma mesa organizada, em um ambiente silencioso e arejado, sobretudo com boa iluminação. Com essas garantias, você evita um estresse desnecessário e otimiza seu processo de estudos. Tenha o que precisar à disposição para não gastar tempo — desde uma garrafinha de água aos livros, estojo, folhas de rascunho e assim por diante.

Crie um cronograma de estudos

Com um local de estudos, agora é só sentar e se dedicar, certo? Não tão depressa. Como você bem sabe, o Enem é uma prova interdisciplinar que vai desde o básico do Português, Matemática, História e Geografia até os temas mais complexos da Sociologia relacionados com a atualidade. Imagina tentar rever todos esses conteúdos sem, no mínimo, um checklist?

O ideal é adotar um cronograma. É bem simples: separe os horários disponíveis para a sua dedicação e faça uma lista com as matérias que caem no Enem, com detalhes dos tópicos abordados. Depois é só encaixar os conteúdos nos espaços de tempo. Não se esqueça de incluir a prática da redação, exercícios e outras técnicas de estudo.

Com isso, você garante mais eficiência e não corre o risco de ficar sem estudar algum tópico. Imagina só se alguma questão cobra justamente esse conteúdo que não estava nos seus planos! Para potencializar a estratégia, fique de olho no edital das provas — lembrando que a diferença entre Enem Digital e impresso é referente à forma de aplicação, datas e plataforma. O que precisa ser revisto das disciplinas pelos candidatos não muda.

Escolha materiais de estudo atualizados

Uma das boas práticas de como se preparar para o Enem é a partir de materiais de qualidade. Se você pega informações desatualizadas, pode ficar de fora de certas tendências e dar prioridade a conteúdos não tão importantes para o seu desempenho. E não é isso que queremos, certo?

Por isso, fique atento aos locais em que faz essa busca. O edital deve ser seu principal parceiro nesse sentido, pois reúne o que há de mais importante na realização do exame — desde as datas das provas até os livros do Enem.

Faça simulados com as provas antigas do Enem

Para conquistar a nota mínima no Enem ou ser aprovado no vestibular, uma prática eficiente é colocar seus conhecimentos à prova. Os simulados são bons aliados nesse quesito. Os exercícios dos anos anteriores também ajudam na identificação dos padrões de cada caderno e, assim, fica mais fácil direcionar seus estudos.

Lembra que falamos sobre buscar materiais de confiança? No Trilha do Enem, você consegue avaliar o seu nível de aprendizado e se dedicar a partir de planos de estudo personalizados. Isso sem falar nos simulados oferecidos pela plataforma de maneira gratuita.

Utilize métodos que funcionem para você

Se você procurar na internet, vai encontrar muitas promessas de melhor forma de estudar para o Enem a partir de metodologias. De fato, elas são bem úteis para gerenciar o tempo e otimizar o seu foco. Porém, tenha algo em mente: nem sempre o que funciona para os outros é o ideal para o seu perfil.

Por isso, antes de adotar algum método de estudo, pesquise como ele funciona e reflita sobre como pode servir para a sua rotina. Veja exemplos dessas técnicas:

  • Pomodoro: consiste em dividir seu tempo em blocos de 25 minutos de dedicação e 5 minutos de descanso. A cada 4 períodos de estudo, faça pausas mais longas;
  • estudo intercalado: aqui, você mistura diferentes disciplinas em uma mesma sessão de estudos. A ideia não é criar bagunça, mas incentivar o seu cérebro a adquirir e reter conhecimentos;
  • flashcards: você escreve perguntas na frente de cartões, relacionadas com as matérias, e insere a resposta no verso de cada papel. O intuito é responder corretamente a esses desafios sem espiar o outro lado.

Pratique bastante a redação

Muitos estudantes tremem só de ouvir essa palavra, mas não dá para fugir. A redação é uma parte bem importante da nota do Enem e, para conseguir a aprovação, você precisa se dedicar a ela. Inclusive, a redação pode ser o diferencial que faltava na sua pontuação. Já imaginou encantar a banca avaliadora? Isso é possível com aquisição de repertório e treino!

Um bom começo é fazer, pelo menos, uma redação por semana. Na hora de se preparar, pesquise sobre o tema e entenda como ele influencia a sociedade. Mesmo que na hora da prova não seja permitido esse tipo de consulta, a prática serve para memorização de informações importantes.

Vale de tudo: refazer redações do Enem ou de vestibulares de anos anteriores, pedir sugestão de temas a seus amigos ou mesmo criá-los, a partir de suas leituras diárias. Por falar nisso, tanto para a escrita quanto para a prova de conhecimentos gerais, é importante se atualizar constantemente sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Estude para o Enem e entre numa faculdade de excelência

O sonho de ingressar em uma faculdade de excelência fica mais próximo quando você sabe como estudar para o Enem de maneira eficiente. Seja com forma de ingresso direto com a sua pontuação no exame, seja para a conquista de bolsas ou descontos, seu bom desempenho é essencial.

Agora que você sabe como se preparar da melhor forma para alcançar resultados, não pare por aí. Na próxima leitura, veja como usar a nota do Enem para ingressar na faculdade!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.