Afinal, quanto tempo dura um estágio?

quanto tempo dura um estágio

O estágio representa para o acadêmico uma grande oportunidade de ingressar no mercado de trabalho. Afinal, por meio dele, você pode vivenciar o dia a dia de um profissional formado e ter contato próximo com os desafios da área de atuação. Isso permite ganhar experiência prática e, ao mesmo tempo, formar uma rede de contatos importantes para a carreira.

O estágio, além disso, facilita a assimilação do conteúdo transmitido em sala de aula, uma vez que você consegue observar na realidade como os conhecimentos são aplicados. Mas, afinal, quanto tempo dura um estágio? E, ainda, por quais motivos vale a pena apostar nessa experiência mesmo que você já esteja trabalhando?

Pensando nas dúvidas que naturalmente podem surgir quando se está cursando a faculdade, separamos para você alguns esclarecimentos sobre o assunto. Não deixe de conferir o conteúdo que nós da Anhanguera preparamos!

Quanto tempo dura um estágio?

A regulamentação do contrato de estágio é feita pela Lei nº 11.788/2008. Nela, estão elencadas regras e normas que se dirigem tanto ao contratante quanto ao aluno. Uma delas se refere à duração do estágio. Assim estabelece o artigo 11: “A duração do estágio, na mesma parte concedente, não poderá exceder 2 (dois) anos, exceto quando se tratar de estagiário portador de deficiência”.

Sendo assim, não há prazo mínimo para a realização de estágio na faculdade. Entretanto, os contratos não poderão ultrapassar 2 anos em cada instituição. Vale lembrar que isso não significa que você não possa estagiar durante todo o curso, mas que isso será feito em empresas diferentes.

É possível permanecer, por exemplo, dois anos em uma empresa, mais dois anos em outra, e o último ano do curso em uma terceira instituição. As únicas exceções se dão para eventuais regras específicas do curso ou nos casos em que o estagiário é portador de algum tipo de deficiência. Nessa última hipótese, o contrato firmado pode ser renovado quantas vezes forem necessárias, suspendendo o limite de duração do estágio.

Por que existe esse limite?

De acordo com a própria lei mencionada, o estágio é ato educativo que visa, portanto, a preparação prática do aluno para o mercado de trabalho.

A relação de estágio, dessa forma, distingue-se das relações de emprego, no qual alguém presta sua força de trabalho com finalidade meramente onerosa. No caso do estágio, trata-se de um verdadeiro processo de aprendizagem para o jovem que ainda tem pouca experiência.

Nesse sentido, os limites fixados quanto à jornada de trabalho e ao tempo à disposição da empresa vêm justamente no sentido de garantir essa finalidade acadêmica e evitar o surgimento de uma relação profissional de fato. Evita-se, assim, que as empresas passem a buscar a força de trabalho do estudante ou que este estenda a sua permanência visando outros fins.

Existe diferença entre o obrigatório e o não obrigatório?

Como se sabe, existem dois tipos diferentes de estágio: o obrigatório e o não obrigatório. Conforme explica o artigo 2º, §1º da Lei do Estágio, o primeiro é aquele que o próprio projeto de curso da faculdade define como indispensável para obter o diploma, ou seja, cuja conclusão é requisito obrigatório para ser aprovado no curso. Já o estágio não obrigatório, como o nome já diz, é aquele que você pode optar por fazer ou não.

Essa diferença é bastante importante quando se trata dos direitos do estagiário previstos em lei. No caso da atividade optativa, por exemplo, a remuneração ou bolsa estágio e a concessão de vale-transporte são obrigatórias, o que não acontece no estágio obrigatório.

Isso também ocorre no que se refere às férias de 30 dias garantidas ao estagiário quando o contrato tiver duração superior a 1 ano. Embora ambos tenham esse direito, ainda que proporcional em contratos inferiores a um ano, no caso do estágio não obrigatório, o período deverá ser necessariamente remunerado.

Por que esse período é essencial?

Muitos estudantes que entram na faculdade se questionam: “É preciso fazer estágio se eu já trabalho?”. Se esse for o seu caso, ou se ainda estiver em dúvida sobre a importância dessa experiência, confira os seus benefícios!

Aplicar a teoria na prática

O estágio é uma oportunidade única de ser estudante em um ambiente corporativo. Por meio dele, você consegue observar em uma posição privilegiada a aplicação dos conhecimentos transmitidos ao longo do curso na prática. Isso faz com que você saiba aproveitar melhor os conteúdos e otimizar o aprendizado na faculdade.

Fazer networking

Networking pode ser definido como uma rede de contatos profissionais que atuam em sua área.

Essa rede de relações, por sua vez, é determinante para o sucesso profissional, visto que, a partir de colegas de profissão, você pode se manter atualizado sobre o mercado e tomar conhecimento de vagas em aberto. Nesse sentido, fazer uma entrevista de estágio e ingressar como estudante é excelente para o networking.

Aprender sobre a atuação profissional

No início da carreira, todo profissional precisa correr atrás de informações e detalhes práticos que importam para a atuação.

Ao realizar o estágio, entretanto, você se adiantará nesse sentido, acompanhando de perto conhecimentos e técnicas que só se aprendem na vivência da profissão. Além disso, a experiência permite que você saiba desde cedo com qual carreira dentro de sua especialidade você mais se identifica.

Melhorar o currículo

Outra grande vantagem de tentar um estágio é turbinar o seu currículo com uma boa experiência profissional. Futuramente, isso pode fazer com que você se destaque diante da concorrência, visto que as empresas tendem a valorizar profissionais que já carregam conhecimento prático.

Como aproveitar ao máximo a experiência?

Como visto, a experiência do estágio é fundamental para uma formação completa e satisfatória, uma vez que se pode aliar o conhecimento teórico ao prático.

Para aproveitar ao máximo essa fase, vale a pena fazer uma pesquisa minuciosa de empresas alinhadas com o seu perfil e objetivos profissionais. O ideal é que você tenha em mente várias alternativas que podem ser interessantes para o seu aprendizado.

Para tanto, é preciso conhecer a si mesmo, identificando o que você deseja para a sua carreira e quais são as áreas que mais atraem. Uma vez contratado, busque o máximo de atividades possíveis de serem desenvolvidas, mesmo que as considere simples.

É fundamental manter uma postura proativa para obter o máximo de experiência que a empresa pode proporcionar. Lembre-se, ainda, de cuidar dos relacionamentos profissionais estabelecidos por você durante o estágio e a sua atitude diante dos desafios que possam surgir. O bom desempenho nas funções propostas, afinal, pode representar uma oportunidade de emprego no futuro.

Sem dúvidas, o estágio constitui excelente oportunidade para desenvolver habilidades profissionais e ter uma carreira de sucesso. A duração do estágio estabelecida em lei, da mesma forma, estimula a busca por experiências em diferentes áreas durante a graduação.

Para aproveitar ao máximo essa fase da vida acadêmica, no entanto, vale fazer uma análise prévia sobre os seus objetivos de longo prazo. Isso ajudará no momento de escolher as empresas para encaminhar currículo.

Conte com o Canal Conecta para conseguir seu estágio!

É importante verificar as melhores vagas em sites de emprego, que já indicam a duração do estágio. No geral, as empresas colocam a duração de 1 ano, com a possibilidade de renovação por mais 1 ano. O Canal Conecta, exclusivo para os alunos da Anhanguera, indica para cada oportunidade publicada os candidatos ideais. Para tanto, analisa o perfil do acadêmico, filtrando possíveis contratados de acordo com as exigências específicas para o cargo em aberto.

E então? Gostou das nossas dicas? Agora que você já sabe quanto tempo dura o estágio, não deixe de se inscrever para o vestibular da Anhanguera e aproveitar as melhores experiências profissionais do mercado!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.