As 5 principais transformações recentes no mundo do trabalho

transformações no mundo do trabalho

Você chega no escritório, bate o ponto manualmente na máquina, pega um café e já dá início ao expediente. Entre uma atividade ou outra, envia um fax com informações para um cliente e perde bons minutos em uma fila para imprimir documentos. Mulheres no ambiente? Para poucas funções, raramente as menos estratégicas.

Está estranhando esse cenário? Pois acredite: ele era a única realidade conhecida para muitas pessoas.

De uns tempos para cá, diversas pequenas e grandes tarefas da rotina profissional mudaram. Com a pandemia, o mercado de trabalho fez com que até empresas das mais tradicionais adotassem a inovação. O pensamento em segurança e em reinvenção nunca esteve tão em alta.

Quer saber quais são as principais transformações no mundo do trabalho nos últimos meses? Continue a leitura com a gente!

Anywhere office

Sabe aquela ideia de que o profissional só é produtivo no escritório? Ficou no passado! Nos últimos anos, o trabalho remoto ganhou força entre as empresas, que entenderam os benefícios da prática. Mesmo que seja interessante considerar a convivência presencial, é possível contratar especialistas de toda parte do mundo nessa modalidade. Isso mesmo: do mundo!

Isso vai muito além do home office, que ficou mais comum por causa da pandemia do coronavírus. Além do conforto da própria casa, o profissional pode desempenhar suas funções de qualquer lugar, desde que tenha os equipamentos necessários — na maioria das vezes, um computador com acesso à internet.

O anywhere office amplia espaço para que mais pessoas atuem longe dos escritórios. Assim, empresas inteiras podem ser descentralizadas para conquistar talentos de diferentes localidades e reduzir custos de manutenção e infraestrutura. Para os profissionais, os benefícios da flexibilidade e da autonomia são notórios. O maior desafio é lidar com a organização da rotina e o equilíbrio entre as tarefas.

Flexibilização da jornada de trabalho

No mesmo modelo em que os colaboradores só podiam trabalhar em escritórios e em espaços dedicados à sua atuação, reinava a ideia dos horários fixos, a depender de turnos. No geral, o funcionário precisava cumprir ao menos 8 horas diárias, mais 1 hora de almoço, totalizando 44 horas semanais.

Com o surgimento das startups, começou um movimento para tornar os horários mais flexíveis aos colaboradores. Desde que cumprissem a carga mínima semanal, poderiam começar e terminar o expediente no momento adequado à sua rotina — respeitando também o período de funcionamento dos escritórios.

Isso acontece por motivos bem simples e, de certo modo, geracionais. Os millennials sentem essa necessidade de encontrar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. A flexibilização da jornada de trabalho vai ao encontro dessa demanda, servindo como base para que as empresas mudem seus processos internos.

Aqui, as vantagens também incluem mais autonomia às pessoas, que podem conciliar tarefas com maior facilidade — por exemplo, trabalhar e estudar. Para isso, precisam saber separar as tarefas e cumprir com os horários, para que o benefício seja devidamente aproveitado.

Mudanças na comunicação interna

A comunicação é uma das habilidades profissionais mais celebradas no mercado. Isso porque ela permite que o colaborador aflore outras competências e coloque-as em prova diante de seus superiores. Por exemplo, para trabalhar bem em equipe, é preciso ter diálogo, tanto verbal quanto escrito. Uma resposta sensata após um feedback, por sua vez, demonstra inteligência emocional.

Com equipes descentralizadas, ou seja, cada profissional de um lugar, cresceu a necessidade de uma comunicação interna mais eficiente. Para além das dificuldades com a conexão, é preciso alinhar expectativas e fazer reuniões com mais frequência, para manter as atividades em pleno funcionamento.

Cultura organizacional das empresas

As mudanças no mercado de trabalho causadas pelo coronavírus incluem também a forma como as empresas enxergam seus colaboradores. Muitas delas perceberam que, com uma cultura organizacional forte e bem compartilhada entre as equipes, a produtividade pode crescer, assim como os bons resultados do negócio.

Muito mais do que flexibilização da vestimenta, mesa de jogos, geladeira com guloseimas e outras invenções, o profissional quer reconhecimento. Para melhor se desenvolver em sua atuação, uma sincronia com o ambiente de trabalho é essencial — e isso deve ser uma preocupação desde o recrutamento de talentos.

Com a pandemia, a adaptabilidade, a resiliência e a automotivação entraram para a lista de competências avaliadas pela gestão do RH. De casa ou do escritório, a qualificação é indispensável, assim como a necessidade de atualizar constantemente os conhecimentos da área.

Uso da tecnologia

A transformação digital chegou para todos os segmentos da sociedade, a começar pela educação. Hoje, tecnologia, ensino superior e oportunidades de trabalho estão diretamente conectados. Por isso, as faculdades começaram um movimento para integrar os futuros profissionais às habilidades digitais.

Quando chegam ao mercado de trabalho, eles entendem a necessidade da automatização e que a tecnologia só tem a agregar valor à atuação profissional. Assim, qualquer que seja a área escolhida, conseguem aplicar as inovações em sua rotina.

Em um exemplo bem simples, pense em como as indústrias de hoje são diferentes das que operavam antigamente. Para trazer mais precisão, reduzir custos e preservar a qualidade de vida dos colaboradores, as máquinas passaram a desempenhar determinadas ações repetitivas ou até perigosas.

Outro exemplo é no próprio relacionamento entre os profissionais em uma empresa. As reuniões presenciais deram espaço ao e-mail e às conversas por ferramentas de videoconferência. E como se preparar para essa realidade? A resposta é simples: escolhendo uma faculdade moderna e eficiente para sua formação.

Na Anhanguera, temos Trilhas de Carreira e atividades focadas nas habilidades digitais para preparar você para o futuro do mercado. Ao escolher a modalidade de ensino semipresencial ou 100% online, você se aproxima ainda mais do universo da internet, em suas principais funcionalidades. São outros benefícios de estudar com a gente:

  • parceria exclusiva com o Canal Conecta, para que você encontre com mais facilidade sua vaga nesse mercado em transformação;
  • apoio personalizado durante toda a graduação, com avaliação continuada;
  • infraestrutura completa, do presencial ao EAD, com tudo o que você precisa para se desenvolver;
  • quadro docente especialmente selecionado, com experiência no mercado.

Agora é a sua vez de se transformar!

As transformações no mundo do trabalho só começaram. Justamente por causa da evolução das tecnologias, novas demandas tendem a surgir, exigindo atenção das pessoas para que se adaptem. O profissional do futuro é aquele que se reinventa sem problemas e busca incluir essas tendências em sua atuação antes que se tornem um desafio.

Para ser esse profissional, continue buscando informações! Venha descobrir quais são as profissões do futuro na tecnologia!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.