Qual é o perfil do estudante de Medicina Veterinária?

perfil medicina veterinária

Qual é o perfil de Medicina Veterinária? Essa é a dúvida de muitos estudantes que desejam ingressar nessa área. Podemos dizer que as principais características incluem amor pelos animais, controle emocional, comunicação empática e capacidade decisória.

Ao lermos essa prévia, talvez tenhamos identificado as qualidades que temos ou que precisamos adquirir. Caso o número de características a desenvolver seja maior do que as que já fazem parte da nossa personalidade, não devemos desanimar.

Para ajudar, nós, da Anhanguera, preparamos este artigo. Nele, você confere em detalhes esses atributos e por que são importantes para ser um bom profissional de Medicina Veterinária. Acompanhe os próximos tópicos!

Por que conhecer as características do perfil de Medicina Veterinária?

Ter o perfil de Medicina Veterinária é fundamental para uma carreira de sucesso nesse mercado de trabalho. Afinal, o dia a dia da profissão envolve muito mais do que o conhecimento acadêmico, mas também de um conjunto de qualidades humanas.

Dessa forma, o profissional trabalhará com alegria e satisfação, além de conquistar o respeito e o carinho dos seus clientes, mesmo em situações mais delicadas — que sempre existem no cotidiano profissional.

Que características fazem parte do perfil de Medicina Veterinária?

A seguir, falaremos sobre as características citadas na introdução e de outras, fundamentais para quem deseja ingressar na área de Medicina Veterinária.

Amor pelos animais

O amor pelos animais é a primeira característica do perfil de Medicina Veterinária. Na verdade, se a profissão não for movida por esse sentimento, é fácil desistir já no período da graduação ou no estágio em Medicina Veterinária. Por que dizemos isso?

O cotidiano do médico veterinário vai muito além de ficar sentado atrás de uma mesa com um jaleco branco atendendo a todos com um sorriso. Afinal, haverá muitas situações desafiadoras que testarão a verdadeira motivação de cuidar dos animais.

Paciência e sensibilidade

A paciência e a sensibilidade são qualidades essenciais para um futuro profissional de Medicina Veterinária. Por que dizemos isso? No convívio com os donos, tutores ou criadores de animais, haverá algumas situações delicadas. Talvez essas pessoas fiquem “com os nervos à flor da pele” por causa dos problemas de saúde dos animais.

Nessas horas, pode ser que falem palavras impensadas ou mal-educadas para o veterinário. Em vez de retribuir com mais grosserias — o que não ajudaria em nada —, o profissional precisa exercer a paciência, agindo com bondade e tentando entender as razões por trás desse comportamento. Dessa forma, ele não levará para o lado pessoal.

Curiosidade e interesse

Podemos destacar também as características de curiosidade e interesse como importantes no perfil da Medicina Veterinária, pois essa área abrange uma série de especialidades. Elas podem estar incluídas nas matérias do curso, serem exercidas ou simplesmente estudadas pelos profissionais. Por exemplo:

  • clínica médica e terapêutica;
  • cirurgia e traumatologia;
  • controle de zoonoses;
  • preservação de espécies;
  • biologia marinha;
  • reprodução animal;
  • pesquisas laboratoriais;
  • tecnologias de produção e desenvolvimento de produtos de origem animal etc.

Diante de tantas opções, o médico veterinário pode ter uma carreira cheia de novos conhecimentos, atualizações e mudanças de área — se assim desejar. Porém, somente um perfil curioso e interessado em novidades será capaz de guiá-lo nesse universo de possibilidades.

Dedicação

O segredo para o sucesso na Medicina Veterinária é o mesmo de toda profissão: a dedicação. Essa é uma característica que levará o profissional para patamares maiores na carreira em vez de ficar estagnado em uma mesma função. Mas o que está envolvido em ter dedicação?

Um dos fatores é a vontade insaciável de sempre evoluir por meio de constantes aprendizados. Isso é possível com a ajuda de livros, cursos de especialização, graduações, pós-graduações, bem como eventos e palestras sobre a área veterinária.

Ligado a essa cultura do saber, está o estabelecimento de metas e objetivos —ambos também estimulam a prática da dedicação. Quando o profissional define o percurso que deseja trilhar na Medicina Veterinária, o alcance dos sonhos virá por meio da persistência e dedicação.

Comunicação empática

Não é possível se comunicar verbalmente com os animais — embora, por causa do instinto, pareça que eles entendem os nossos pedidos. Porém, o médico veterinário precisará interagir com os responsáveis pelos animais e, para isso, é necessária a qualidade da comunicação empática. Mas o que é isso?

Significa que o profissional deve conversar com os clientes em um tom que seja agradável e respeitoso. É preciso sempre se lembrar da importância de falar da mesma maneira que gostaria que os outros falassem com você. Dessa forma, transmitirá confiança, clareza, segurança e profissionalismo.

Controle emocional

O dia a dia do médico veterinário nem sempre é feito de momentos de felicidade. Às vezes, é preciso lidar com animais doentes, acidentados, vítimas de maus-tratos ou em estado de saúde grave. Mesmo com todos os cuidados e tratamentos possíveis, o profissional talvez não consiga salvar a vida de um animal.

Essas situações testam muito o controle emocional, pois além dos tratos com os animais, o veterinário terá de lidar com a aflição e tristeza dos donos e tutores. Sendo assim, é importante que o interessado em cursar a graduação dessa área pense se tem ou precisa desenvolver resistência emocional.

Domínio das Ciências Biológicas

Sim, o domínio das Ciências Biológicas faz parte do perfil da Medicina Veterinária. Na verdade, essa área científica é a base da Medicina Veterinária, pois inclui estudos importantes, como:

  • anatomia;
  • genética;
  • nutrição;
  • parasitologia;
  • patologia;
  • bioética;
  • biotecnologia.

Uma vez que os estudos das Ciências Biológicas estão sempre sendo aprimorados, o médico veterinário precisará reciclar conhecimentos e reforçar o seu desejo de aprendizagem sobre essa área. Em resumo, o aperfeiçoamento desse profissional não se restringe aos anos de graduação.

Capacidade de tomar decisões

O médico veterinário costuma ter uma agenda de trabalho bem agitada com consultas, cirurgias, análises de exames etc. Mesmo diante de tanta coisa que exige a sua atenção, haverá situações que exigirão muito foco e uma rápida tomada de decisões, como a escolha de um determinado procedimento cirúrgico em um animal em estado grave de saúde.

Nessas ocasiões, ter serenidade para tomar uma decisão é a diferença entre a sobrevivência ou não do animal. Por isso, o estudante e futuro profissional da área precisa ter ou desenvolver essa preciosa habilidade.

Pronto para cursar Medicina Veterinária?

Vale ressaltar que, caso um interessado em estudar Medicina Veterinária ou presencial não tenha as características elencadas, é possível desenvolvê-las no decorrer da graduação. Sendo assim, o sonho de ser um profissional da área está ao alcance de todos que amam os animais.

O que achou de nosso artigo? Você tem todas ou algumas qualidades do perfil de Medicina Veterinária? Então, não perca tempo e inscreva-se imediatamente no vestibular da faculdade Anhanguera! Esse é o primeiro passo na direção do seu sonho.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.