Matérias de Jornalismo: veja a grade curricular do curso

grade curricular jornalismo
Banner curso de Inteligencia Artificial por R$ 66,42 na Anhanguera

Já considerou seguir a carreira de jornalista? É uma escolha para quem gosta de pensar e se comunicar. Mas antes de decidir se é o seu caminho, é importante entender quais são as matérias de Jornalismo e o que você pode aprender nessa graduação.

Muitos estudantes ainda chegam com uma ideia preconcebida do curso e somente descobrem sua realidade após a matrícula. A expectativa inicial nem sempre corresponde à experiência real da graduação e, por isso, vale a pena conhecer o curso com antecedência!

Para dar um panorama de como funciona a grade curricular do curso de Jornalismo, contamos com as contribuições do William Alves, bacharel na faculdade de Comunicação Social (habilitação em Jornalismo). Confira e aproveite!

O que se aprende em Jornalismo?

No curso de Jornalismo, os estudantes aprendem uma variedade de habilidades para o trabalho no campo da comunicação. Eles estudam como investigar, coletar e analisar informações para criar notícias precisas e confiáveis.

Também aprendem técnicas de redação para diferentes mídias, como jornais, rádio, televisão e internet — afinal, hoje falamos em jornalismo multimídia. Além disso, os alunos vão compreender os princípios éticos e legais do jornalismo, defendidos por entidades como a Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (ABEJ) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Brasil).

Ao longo do curso na universidade, você vai desenvolver habilidades práticas por meio de estágios, atividades extracurriculares e as matérias de Jornalismo da grade curricular.

Homem segurando caneta e pensando diante de computador
No curso, o estudante aprende técnicas de redação para várias mídias

Como é a grade curricular de Jornalismo por semestre?

A grade curricular do curso de Jornalismo é distribuída ao longo de 8 semestres, totalizando uma carga horária de 3.200 horas, de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Educação (Brasil).

Abaixo, segue uma breve visão das principais matérias do curso de Jornalismo em cada semestre. Confira!

1º semestre

No período inicial do curso, os estudantes são introduzidos ao jornalismo e às teorias da comunicação. Eles aprendem sobre redação jornalística, como escrever notícias e artigos, além de estudar a sociedade brasileira. Exemplos de matérias: Teoria da Comunicação, Redação Jornalística Geral e Sociedade Brasileira e Cidadania.

2º semestre

O foco do segundo semestre é aprofundar os conhecimentos adquiridos no primeiro período. Os alunos estudam análise do discurso, técnicas de entrevista e gêneros jornalísticos. Também exploram habilidades em fotografia básica. Exemplos de matérias de Jornalismo no 2º semestre: Análise do Discurso, Gêneros Jornalísticos e Técnicas de Entrevista, Fotografia Básica.

3º semestre

No terceiro período, os estudantes começam a se familiarizar com o jornalismo digital e suas ferramentas. Além disso, entram em contato com questões éticas ligadas à comunicação. Exemplos de matérias: Assessoria de Imprensa, Rádio e Jornalismo, Webjornalismo, Ética e Legislação em Comunicação.

4º semestre

Os alunos começam a aprender sobre gestão e planejamento de conteúdo midiático. Disciplinas como Gestão da Comunicação, Planejamento Gráfico e Telejornalismo abordam questões de gerenciamento de informação, design e produção de conteúdo para televisão.

5º semestre

No 5º semestre, há um aprofundamento em áreas do jornalismo. Disciplinas como Jornalismo Especializado, Teorias do Jornalismo e Projeto Experimental em Jornalismo são comuns. Os alunos exploram diferentes matérias de jornalismo especializado, estudam teorias mais avançadas e realizam um projeto prático.

6º semestre

Os estudantes têm a oportunidade de escolher disciplinas eletivas, como as Optativas I, II e III, para aprofundar áreas específicas do jornalismo ou explorar novos campos. Esse período também inclui o início do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), em que os estudantes começam a desenvolver seu projeto de pesquisa sob orientação.

7º semestre

No penúltimo semestre do curso de Jornalismo, os estudantes participam de seminários avançados, discutindo temas atuais e ética na era digital, e realizam os primeiros estágios supervisionados obrigatórios. Também é o momento de focar o Trabalho de Conclusão de Curso.

8º semestre

No último período, os alunos completam o estágio supervisionado, participam de atividades complementares e geralmente defendem seu TCC. Nessa etapa, também é comum a realização de atividades complementares.

grupo de alunos pesquisando em computador
Assessoria de Imprensa é uma disciplina do 3° semestre

Quais são as 10 matérias mais importantes em Jornalismo? 

O núcleo da grade curricular do curso de Jornalismo é formado por disciplinas de grande relevância para a formação dos alunos. São matérias que proporcionam bases para sua atuação profissional após a graduação.

Confira, a seguir, quais são as 10 matérias do curso de Jornalismo mais importantes e o que se aprende em cada uma delas.

Sociedade Brasileira e Cidadania

O que se aprende em Sociedade Brasileira e Cidadania

A matéria de Sociedade Brasileira e Cidadania apresenta assuntos sobre como o Brasil é formado, abordando desde sua história até sua estrutura social e política. Os estudantes aprendem sobre os diferentes grupos na sociedade, como ela é organizada, e quais são os direitos e deveres dos cidadãos.

Como Sociedade Brasileira e Cidadania é ensinada no curso de Jornalismo

As aulas mesclam exposições teóricas, debates, análises de casos práticos, estudos de casos jornalísticos e discussões em grupo. Recursos audiovisuais como vídeos e documentários podem ser usados para facilitar o entendimento dos assuntos.

Os maiores desafios dessa disciplina geralmente são a compreensão de temas complexos, muitas vezes controversos, e a aplicação prática do conhecimento adquirido para interpretar situações reais do Brasil.

alunos discutindo assunto sentados à mesa
Debates e análises de casos fazem parte da matéria

Dicas para aprender Sociedade Brasileira e Cidadania

Para ter um bom desempenho nessa matéria, é importante se dedicar a atividades mais teóricas, como ler livros, notícias e artigos sobre assuntos sociais e políticos do Brasil. Vale a pena participar ativamente das discussões em sala de aula e se manter a par dos acontecimentos no país.

Para que serve Sociedade Brasileira e Cidadania no mercado de trabalho

Essa matéria não tem uma aplicação direta na área. No entanto, ela pode ajudar os jornalistas a ter uma visão mais ampla sobre os eventos que cobrem. Entender as estruturas sociais e políticas do Brasil permite que os profissionais contextualizem os fatos na sociedade e se comuniquem de maneira crítica com o público.

Análise do Discurso

O que se aprende em Análise do Discurso

Já se perguntou como construir e interpretar as mensagens na mídia? A disciplina de Análise do Discurso desvenda como diferentes estratégias influenciam a maneira como as informações são comunicadas. Os alunos aprendem a identificar nuances, como jogos de linguagem, fatores políticos e elementos culturais que moldam as mensagens.

Como Análise do Discurso é ensinada no curso de Jornalismo

A disciplina mistura aulas teóricas e práticas para desdobrar os conceitos da Análise do Discurso. Os alunos analisam casos reais de textos jornalísticos, debatem sobre o impacto dos discursos na formação de opiniões e aprendem a identificar como esses discursos são estruturados e qual é a sua relevância na sociedade.

Dicas para aprender Análise do Discurso

Estudar as teorias por trás dessa disciplina, participar das discussões em aula e compreender o contexto social, político e cultural em que os discursos estão inseridos são passos importantes para absorver os conhecimentos oferecidos na disciplina.

Para que serve Análise do Discurso no mercado de trabalho

Por que a Análise do Discurso é importante no mercado de trabalho para jornalistas? Ela permite que o profissional da comunicação tenha uma visão crítica dos discursos públicos e midiáticos, saiba como funciona a produção de conteúdo para os diferentes canais de comunicação e identifique possíveis manipulações.

Gêneros Jornalísticos e Técnicas de Entrevista

O que se aprende em Gêneros Jornalísticos e Técnicas de Entrevista

O foco dessa matéria é ensinar aos alunos os diferentes formatos de textos jornalísticos, como reportagens, entrevistas, artigos, editoriais e resenhas. Eles exploram as características de cada gênero, técnicas de redação específicas para cada um e como adaptar o estilo de escrita ao objetivo e o público-alvo.

Como Gêneros Jornalísticos e Técnicas de Entrevista é ensinada no curso de Jornalismo

A disciplina é ministrada por meio de aulas expositivas sobre os diferentes gêneros jornalísticos. Os alunos também participam de atividades práticas de escrita, que visam desenvolver habilidades na produção de diversos tipos de textos.

Dicas para aprender Gêneros Jornalísticos e Técnicas de Entrevista

Praticar a escrita dos diversos gêneros faz parte da formação de qualquer jornalista. No caso das técnicas de entrevista, é válido realizar simulações, pesquisar sobre o entrevistado e se preparar para as entrevistas reais.

Para que serve Gêneros Jornalísticos e Técnicas de Entrevista no mercado de trabalho

Conhecer os gêneros jornalísticos e dominar as técnicas de entrevista são habilidades frequentemente aplicadas na rotina dos jornalistas. Saber conduzir entrevistas é um pré-requisito para a obtenção de informações e a construção de reportagens.

rapaz entrevistando moça em pátio enquanto outro rapaz faz gravação do microfone
A matéria ensina o jornalista a usar técnicas de condução de entrevistas

Legislação e Ética na Comunicação

O que se aprende em Legislação e Ética na Comunicação

Leis, regulamentos e princípios éticos que orientam a prática jornalística e a comunicação em geral são a base dessa matéria. Os estudantes conhecem a legislação que rege a ética no jornalismo, a liberdade de imprensa, o acesso à informação, os direitos autorais, a difamação e a privacidade, buscando compreender os limites legais da atuação jornalística.

Como Legislação e Ética na Comunicação é ensinada no curso de Jornalismo

Nas aulas teóricas, os estudantes aprendem sobre os marcos legais que influenciam a atividade jornalística e analisam casos reais para compreender como a legislação e a ética se aplicam no contexto da comunicação.

Há também debates sobre os dilemas éticos enfrentados pelos profissionais da área, proporcionando uma reflexão crítica sobre as decisões éticas no exercício da profissão.

Dicas para aprender Legislação e Ética na Comunicação

É recomendado que os estudantes se mantenham atualizados sobre as leis que afetam a prática jornalística, leiam casos de julgamentos que impactaram a comunicação e busquem compreender as implicações legais nas situações cotidianas do jornalismo.

Para que serve Legislação e Ética na Comunicação no mercado de trabalho

Aplicar normas éticas e legais da profissão é algo importante para agir de forma responsável na prática jornalística. Esse conhecimento evita conflitos legais, além de preservar a credibilidade profissional e contribuir para uma comunicação íntegra.

Telejornalismo

O que se aprende em Telejornalismo

Tudo que envolve a produção de notícias para televisão está no centro do Telejornalismo, também conhecido como Jornalismo Televisivo. Os estudantes aprendem a estruturar as informações de forma concisa e clara para o público, utilizar recursos visuais e tecnológicos, além de compreender as especificidades da linguagem televisiva.

Como Telejornalismo é ensinado no curso de Jornalismo

Inicialmente, os alunos estudam os fundamentos teóricos da produção televisiva, compreendendo a estruturação da notícia na TV e os diferentes formatos de programas jornalísticos.

Em muitos casos, eles também podem aplicar esses conhecimentos em atividades práticas, em que têm a oportunidade de produzir conteúdo para televisão, utilizando equipamentos e softwares específicos.

Dicas para aprender Telejornalismo

Uma boa dica é praticar a redação de roteiros televisivos, desenvolver habilidades de edição de vídeo e se familiarizar com o trabalho sob pressão. Além disso, o aluno pode acompanhar programas jornalísticos televisivos, analisando as técnicas utilizadas, a linguagem empregada e o formato das reportagens.

Para que serve o Telejornalismo no mercado de trabalho

Dominar as técnicas do Telejornalismo oferece oportunidades de trabalho em diferentes áreas, como reportagem, edição, apresentação e produção de programas televisivos. Para o jornalista William Alves, a matéria tem uma importância para o desenvolvimento pessoal:

“O telejornalismo também tem outra utilidade: fazer você perder um pouco da timidez e adquirir uma capacidade de improviso. Como um noticiário televisivo depende de vários profissionais trabalhando simultaneamente, qualquer falha pode fazer com que o apresentador tenha que preencher aqueles segundos.”

O Telejornalismo é crucial para profissionais que desejam atuar na produção de conteúdo para televisão, seja em emissoras de TV aberta, canais fechados, produtoras de vídeo ou plataformas online.

jornalista em transmissão para tv
A disciplina é essencial para quem quer trabalhar na televisão ou em outras plataformas

Assessoria de Imprensa

O que se aprende em Assessoria de Imprensa

A disciplina de Assessoria de Imprensa ensina como promover e cuidar da imagem de empresas, organizações ou pessoas na mídia. Os estudantes conhecem estratégias de comunicação, aprendem a redigir comunicados para a imprensa e se familiarizam com a organização de eventos.

Como Assessoria de Imprensa é ensinada no curso de Jornalismo

Os estudantes absorvem conceitos teóricos e os aplicam em atividades práticas. Eles redigem comunicados de imprensa, planejam estratégias de divulgação e simulam cenários reais de assessoria.

Dicas para aprender Assessoria de Imprensa

É importante que os alunos dessa matéria pratiquem a escrita objetiva e clara, essencial na produção de comunicados de imprensa. Participar de simulações práticas, se atualizar sobre o funcionamento da mídia e manter contato com profissionais da área são ações que também podem contribuir para o aprendizado do estudante.

Para que serve Assessoria de Imprensa no mercado de trabalho

A assessoria de imprensa é voltada para quem deseja trabalhar em agências de publicidade, organizações não governamentais e empresas, na comunicação corporativa.

O conhecimento sobre assessoria adquirido com as matérias da faculdade de jornalismo permite gerenciar a imagem e a reputação dos clientes, criar estratégias de comunicação, lidar com situações de crise e promover os interesses das organizações perante a mídia e o público.

Webjornalismo

O que se aprender em Webjornalismo

O Webjornalismo ensina como produzir notícias para a internet. Os alunos entendem como escrever textos adaptados para a web e utilizar recursos multimídia (como fotos, vídeos e infográficos). A disciplina abrange também a ética online e a importância da credibilidade dos fatos no ambiente digital.

Como Webjornalismo é ensinado no curso de Jornalismo

Os estudantes têm aulas teóricas sobre a produção de conteúdo para a internet. Além disso, realizam exercícios de escrita online e aprendem a utilizar ferramentas de edição de imagens e vídeos. Normalmente, também são orientados sobre o uso estratégico das redes sociais na divulgação do conteúdo jornalístico.

Dicas para aprender Webjornalismo

Os estudantes podem criar blogs, perfis ou páginas simples para experimentar técnicas de redação no Webjornalismo, além de explorar as ferramentas e plataformas disponíveis para a publicação de notícias. Acompanhar as tendências da internet e estar por dentro das novas tecnologias também são boas práticas.

foco em mãos de moça escrevendo em laptop ao lado de janela
É possível criar blogs para praticar

Para que serve o Webjornalismo no mercado de trabalho

Profissionais com conhecimentos em jornalismo na web são requisitados para produzir conteúdo online para diferentes formatos. Ter familiaridade com essa área pode ser um critério para atuar em portais de notícias, empresas de mídia digital e agências de comunicação.

Rádio e Jornalismo

O que se aprende em Rádio e Jornalismo

Em Rádio e Jornalismo, os alunos estudam a produção de conteúdo para o meio radiofônico, aprendendo técnicas de redação, edição e produção de notícias e programas radiofônicos. Eles compreendem como utilizar a linguagem oral, criar pautas, realizar entrevistas, redigir roteiros e elaborar narrativas para a rádio.

Como Rádio e Jornalismo é ensinado no curso de Jornalismo

Os alunos geralmente têm acesso a equipamentos de gravação para experimentar a produção de conteúdo radiofônico. Eles aprendem sobre o formato de programas, técnicas de locução, edição de áudio e montagem de reportagens para rádio.

As aulas envolvem também análise de programas radiofônicos. Assim, os estudantes podem compreender diferentes estilos e abordagens utilizadas no meio.

Dicas para aprender Rádio e Jornalismo

É fundamental praticar a criação de conteúdo radiofônico regularmente, como escrever roteiros, realizar entrevistas e editar áudios. É útil também ouvir diversos programas de rádio para identificar as técnicas e estratégias utilizadas pelos profissionais da área.

Para que serve Rádio e Jornalismo no mercado de trabalho

O conhecimento em Rádio e Jornalismo é fundamental para os profissionais que buscam trabalhar em veículos radiofônicos, agências de notícias, emissoras ou produtoras de conteúdo sonoro. Veja o que diz o jornalista William Alves sobre a relevância dessa área:

“O rádio nunca morre e ainda é o companheiro fiel de trabalhadores do trânsito, como motoristas de Uber e taxistas. Só de citar esse grupo de pessoas já dá para entender que há uma demanda imensa por esse serviço.”

No mercado de trabalho, o conhecimento em jornalismo radiofônico abre portas para a atuação em diversos segmentos, desde a realização de programas até a produção de conteúdo especializado para rádio.

Jornalismo Impresso Aplicado

O que se aprende em Jornalismo Impresso Aplicado

Na matéria de Jornalismo Impresso Aplicado, os estudantes adquirem técnicas de redação e reportagem direcionadas para jornais e revistas, compreendem a estrutura editorial desses meios, fazem a análise do conteúdo veiculado e aprendem como fazer a edição para a mídia impressa.

rapaz lendo jornal em ônibus
Os estudantes aprendem a estrutura dos materiais impressos

Como Jornalismo Impresso Aplicado é ensinado no curso de Jornalismo

Os alunos são engajados em exercícios de redação, reportagem e edição voltados especificamente para as mídias impressas. Além disso, são incentivados a analisar casos práticos, discutir questões éticas e normativas pertinentes ao jornalismo, além de participar de simulações que replicam situações reais encontradas na rotina profissional.

Dicas para aprender Jornalismo Impresso Aplicado

Para assimilar bem os conceitos do Jornalismo Impresso Aplicado, é recomendado que os estudantes leiam jornais e revistas, observando os estilos e técnicas empregadas nesses veículos. Praticar a escrita jornalística é fundamental para produzir textos e reportagens direcionados às mídias impressas.

Para que serve Jornalismo Impresso Aplicado no mercado de trabalho

A conclusão dessa matéria proporciona habilidades para a produção de conteúdo editorial e reportagens para mídias impressas. Na formação dos graduados, são abordadas as habilidades necessárias para trabalhar em diferentes plataformas e formatos de comunicação.

Na opinião do jornalista William Alves, esse tipo de mídia impressa continua relevante e deve fazer parte da formação dos novos jornalistas:

“Embora esse mercado esteja menos aquecido hoje em dia, ainda há grandes veículos para se trabalhar no Brasil, como a Folha de S. Paulo, O Globo, Estadão, além de jornais regionais que ainda seguem vivos, como o Estado de Minas e o Diário de Pernambuco.”

O estudante deve estar atento às oportunidades de trabalho em veículos de comunicação, sejam tradicionais ou digitais, e adquirir uma base para uma carreira na área jornalística.

Fotojornalismo

O que se aprende em Fotojornalismo

A matéria de Fotojornalismo ensina os estudantes a utilizar a fotografia como meio de contar histórias e comunicar mensagens visuais. Os alunos aprendem a capturar momentos e aprimoram técnicas de composição, enquadramento e iluminação para transmitir informações por meio de imagens.

Como Fotojornalismo é ensinado no curso de Jornalismo

A disciplina de Fotojornalismo é ensinada com aulas práticas e teóricas. Os estudantes aprendem os fundamentos da fotografia aplicada ao jornalismo, participando de exercícios práticos para aprimorar suas habilidades.

Eles também estudam exemplos de fotojornalismo, analisam fotografias de profissionais renomados e, ainda, discutem técnicas de composição e narrativa visual.

Dicas para aprender Fotojornalismo

É importante praticar a captura de imagens, observar o trabalho de fotógrafos renomados e analisar fotografias jornalísticas premiadas. Além disso, é útil experimentar diferentes abordagens fotográficas e explorar a relação entre texto e imagem em reportagens.

Para que serve Fotojornalismo no mercado de trabalho

No mercado de trabalho, o domínio do Fotojornalismo permite a atuação em diversas áreas, como fotodocumentarismo, cobertura de eventos, fotografia de jornalismo esportivo, jornalismo cultural, político, entre outros. O fotojornalismo também pode ser aplicado no jornalismo investigativo.

Embora o curso de Jornalismo tenha um núcleo de matérias principais, existem também as disciplinas optativas que os estudantes devem incluir em suas grades de horários.

Há matérias optativas em Jornalismo?

Na grade curricular do curso de Jornalismo, é comum a presença de matérias optativas. Essas disciplinas permitem que os estudantes escolham entre diferentes opções de estudo, de acordo com seus interesses específicos na área.

Normalmente, as matérias optativas são oferecidas em um ou mais semestres, permitindo que os estudantes personalizem parte de sua formação de acordo com suas preferências e aspirações profissionais.

O que são matérias optativas no curso de Jornalismo?

Matérias optativas são disciplinas que os alunos podem escolher de acordo com seus interesses pessoais ou profissionais. Elas não são obrigatórias e oferecem flexibilidade para os estudantes explorarem áreas específicas dentro do campo de estudo do curso.

As disciplinas optativas costumam ser incluídas na grade curricular de Jornalismo do meio ao final do curso. Isso acontece para que os alunos tenham uma base sólida nas disciplinas obrigatórias nos primeiros períodos e, à medida que avançam, possam explorar áreas de interesse particular por meio dessas matérias optativas.

Quais são as matérias optativas no curso de Jornalismo?

Entre as principais matérias optativas de Jornalismo, estão:

  • Jornalismo Especializado;
  • Assessoria de Comunicação;
  • Idiomas Instrumentais para Comunicação;
  • Novas Tecnologias Aplicadas à Comunicação.

Essas matérias oferecem aos estudantes de Jornalismo a oportunidade de entrar em contato com áreas específicas, aprimorar habilidades e adquirir conhecimentos fundamentais para atuação em segmentos especializados.

Além das matérias optativas, há atividades complementares que enriquecem a formação dos estudantes ao longo da faculdade de Jornalismo.

aluno em aula de inglês anotando em quadro branco
Idiomas podem ser matérias optativas do curso

Existem atividades complementares em Jornalismo?

No curso de Jornalismo, as atividades complementares existem para deixar a formação acadêmica mais robusta.

O que são as atividades complementares no curso de Jornalismo?

As atividades complementares podem incluir estágios em veículos de comunicação, como jornais, revistas, rádio, televisão e agências de notícias. A ideia é possibilitar aos estudantes uma imersão no ambiente profissional, o contato direto com diferentes áreas do jornalismo e a aplicação prática dos conhecimentos.

Essas atividades são realizadas fora da grade curricular obrigatória do curso de Jornalismo. Para William Alves, essa prática durante a formação do jornalista é tão importante quanto a bagagem teórica:

“Imagine se você ficasse apenas lendo textos e mais textos sobre as origens e história do jornalismo mundial: o tema pode ser interessante, mas seria o suficiente para que você começasse a produzir o mais cedo possível? Provavelmente não.”

Por estarem fora da grade curricular obrigatória, as atividades complementares não contam com os mesmos métodos e critérios de avaliação presentes nas matérias tradicionais.

Métodos e critérios de avaliação no curso de Jornalismo

No curso de Jornalismo, os métodos de avaliação variam, mas frequentemente incluem uma combinação de avaliações contínuas e finais.

As avaliações contínuas podem envolver tarefas práticas, como reportagens, produção de conteúdo jornalístico, trabalhos de pesquisa, análise de casos e participação em projetos colaborativos.

As avaliações finais geralmente consistem em exames teóricos sobre Teorias da Comunicação, Ética Jornalística, Legislação Aplicada ao Jornalismo, História da Mídia e outras disciplinas fundamentais do curso.

Veja também: no Papo Reto, conheça mais sobre o mercado de trabalho do Jornalismo!

Play video Play video

Faça sua inscrição no vestibular da Anhanguera!

Agora que você teve a oportunidade de conhecer as principais matérias de Jornalismo, é importante ressaltar o impacto de uma boa faculdade. Uma instituição de ensino reconhecida abre portas para estágios, mentoria de professores capacitados e acesso a recursos que enriquecem sua formação profissional.

Por isso, aproveite para fazer sua inscrição no vestibular online da Anhanguera e garanta já sua vaga na faculdade de Jornalismo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 34

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Inscreva-se gratuitamente no vestibular online ou use sua nota do Enem para obter bolsas e descontos!

Artigos relacionados