Cursos profissionalizantes X ensino superior: qual devo escolher?

cursos profissionalizantes

A hora de buscar uma profissão é um dos momentos mais esperados e, ao mesmo tempo, um dos mais temidos por muitos estudantes. Com cada vez mais opções de cursos profissionalizantes, técnicos e superiores, é comum ter uma série de dúvidas na hora de fazer essa decisão.

Qual opção vale mais a pena? Será que é melhor optar por uma formação mais curta ou uma mais extensa? Como ter melhores oportunidades no mercado de trabalho?

Se todos esses questionamentos estão passando pela sua mente agora e você não faz ideia do que fazer, não precisa se desesperar! Estamos aqui para ajudar nessa missão e vamos contar exatamente quais são as diferenças entre cursos profissionalizantes e ensino superior. Assim, você consegue fazer a melhor opção e construir sua carreira de sucesso. Vamos lá!

O que são cursos profissionalizantes?

Esse é um tipo de formação que já existe há bastante tempo no Brasil e é voltado para quem está em busca de conhecimentos sobre um segmento de uma profissão para entrar no mercado de trabalho, seja no setor industrial, seja no comércio, seja em outras áreas.

A duração costuma ser curta, por isso, muitas vezes, é possível fazer um desses cursos em um semestre ou menos. Além disso, a grade curricular normalmente é reduzida, já que o objetivo é garantir a base necessária para ingressar em um ramo de atividades que não exija muitos conhecimentos teóricos e que dependa de habilidades técnicas mais específicas.

O que é um curso de ensino superior?

Também conhecidos como graduações, os cursos de ensino superior são aqueles que oferecem um conhecimento amplo aos estudantes. A duração média é de quatro anos e pode variar de um curso para outro, sendo que, ao longo desse período, é possível aprender tanto os conteúdos teóricos quanto as matérias práticas. Aqui na Anhanguera, você conta com quatro modalidades para cursar o ensino superior: presencial, semipresencial ou 100%online.

Por ser uma formação necessária em todos os setores do mercado de trabalho e que capacita profissionais que vão atuar na área da educação, na saúde, em atividades essenciais da indústria e em todos os outros setores disponíveis, esses cursos precisam ter reconhecimento do MEC. Isso permite que os alunos façam estágios remunerados ao longo do curso e tenham um diploma de graduação válido nacionalmente.

Quais são as diferenças e o impacto na formação?

Apesar de alguns cursos profissionalizantes serem de áreas muito parecidas com as que são oferecidas em cursos superiores, a verdade é que existem inúmeras diferenças entre esses tipos de formação! Uma das mais importantes tem relação com o corpo docente, ou seja, os professores que vão ensinar os aspectos teóricos e práticos necessários para a atuação profissional.

Na maioria das vezes, os professores de cursos profissionalizantes não precisam de pós-graduação. Já em um curso do ensino superior, é necessário que o corpo docente seja formado por especialistas no assunto, tenham boas qualificações, ampla bagagem de conhecimento e experiência na área. Esses pré-requisitos garantem que os alunos da faculdade tenham acesso a um ensino de maior qualidade e a mais aprofundamento nos assuntos de sua profissão.

Também vale ressaltar que, para entrar na graduação, é necessário ter concluído o ensino médio, pois a faculdade é um nível de formação que exige conhecimentos que foram desenvolvidos ao longo da vida escolar. Já os cursos profissionalizantes podem ser feitos tanto por pessoas que já concluíram essa etapa dos estudos quanto por quem ainda está cursando os últimos anos do ensino médio.

Qual opção é a mais valorizada pelo mercado de trabalho?

Seja para trabalhar em uma empresa privada, seja para ir em busca de um cargo público, o diploma de ensino superior faz toda a diferença na hora de conquistar uma vaga de emprego. Isso acontece justamente pelo fato de a faculdade ser mais completa e oferecer uma boa formação teórica e prática, o que permite atuar em diversas áreas dentro da mesma profissão.

Na Anhanguera, os alunos de todos os cursos têm acesso a um facilitador para sua inserção no mercado: o canal Conecta. Essa plataforma de empregabilidade coloca você em contato com as maiores empresas do país, guiando-o desde o primeiro passo, com a produção do currículo, até o momento em que entra em contato com o contratante.

A forma de atuação varia bastante de acordo com o tipo de curso que você escolher: enquanto quem passou pela faculdade pode exercer desde funções mais simples até tarefas complexas, o que permite alcançar cargos mais altos, quem faz somente o curso profissionalizante tende a atuar em atividades que dependem da supervisão de outros profissionais.

Junto à maior chance de empregabilidade, a graduação traz outra vantagem: a possibilidade de fazer uma pós-graduação, como MBA, mestrado ou doutorado, para se especializar em um setor específico da carreira. Isso permite até mesmo que você tenha o currículo ainda mais valorizado e se destaque na hora de ser promovido no trabalho.

Além disso, a base salarial para quem faz cursos profissionalizantes é diferente do piso salarial para as profissões que exigem ensino superior. Atualmente, as carreiras mais bem pagas do Brasil são aquelas em que as pessoas que fizeram faculdade trabalham. Portanto, se você busca um retorno financeiro mais alto e mais crescimento profissional, é hora de descobrir uma profissão que seja a sua cara e buscar a faculdade perfeita para você!

Afinal, é melhor fazer curso profissionalizante ou curso superior?

Como você pôde ver, as duas opções se diferem de diversas formas, e é justamente por isso que é necessário levar alguns aspectos em consideração na hora de fazer a sua escolha, como a pretensão salarial, a forma de atuação que pretende ter e a valorização do seu trabalho. Com tudo isso em mente, a opção mais vantajosa é o ensino superior, visto que ela abre um leque de oportunidades variadas para ter sucesso profissional.

Sendo assim, ainda que você queira fazer um curso profissionalizante para entender se realmente gosta de uma área específica, é essencial investir também na graduação, afinal, ela é importante para ampliar seus conhecimentos, continuar seus estudos e ter cada vez mais destaque na sua carreira.

Ah, e um detalhe: na hora de entrar no ensino superior, é preciso escolher uma instituição que ofereça ensino de qualidade e seja reconhecida no mercado de trabalho!

Por isso, aproveite a sua visita e saiba como escolher uma faculdade! Defina qual curso você pretende fazer e comece desde agora a traçar o futuro que você sempre quis.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.