Você sabe como funciona o Sisu? Por que ele é tão concorrido?

moça buscando informações sobre como funciona o sisu

Você já sabe o que fazer depois do ensino médio? Ingressar no ensino superior é uma excelente alternativa para se profissionalizar. Se você optar por uma faculdade pública, é interessante saber como funciona o Sisu, pois muitas instituições utilizam esse programa para selecionar candidatos.

É muito fácil participar desse processo seletivo, já que ele utiliza apenas a nota do Enem. No entanto, uma das desvantagens do Sisu é o fato de ele ser muito concorrido e, para alguns cursos, contar com uma nota de corte muito alta. Isso acaba eliminando vários candidatos.

De toda forma, quem não consegue uma vaga por esse sistema tem outras opções para cursar uma faculdade, e nós preparamos este artigo para falar um pouco sobre esse assunto. Continue lendo e confira o que você precisa saber sobre o Sisu e as alternativas para fazer um curso superior.

O que é e como funciona o Sisu?

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) funciona como um grande vestibular com abrangência nacional. Ele é um programa desenvolvido pelo MEC (Ministério da Educação) com o intuito de selecionar candidatos para ocuparem vagas em faculdades públicas.

Esse sistema é totalmente informatizado, e a seleção dos candidatos é feita por meio da pontuação obtida por eles no Enem. Sendo assim, para participar, é preciso ter realizado a última edição do exame, pois somente essa nota é válida.

As vagas são disponibilizadas pelas instituições de ensino no sistema, que pode ser acessado online. Os candidatos que tiverem interesse em um dos cursos das faculdades participantes podem fazer a sua inscrição pela internet e aguardar o processo seletivo, que é feito pelo próprio sistema.

Cada candidato pode escolher duas opções de curso. As vagas serão ocupadas por aqueles que obtiverem uma pontuação mais alta no Enem. Assim, aquele que teve a nota maior fica em primeiro lugar, seguido da segunda nota maior, da terceira e assim por diante, até o preenchimento total das vagas.

Por que o Sisu é tão concorrido?

Não é complicado entender como funciona o Sisu, mas pode ser difícil preencher uma das suas vagas. Afinal, conforme citamos na introdução, esse processo seletivo tem como característica ser muito concorrido, o que pode dificultar o ingresso em um curso superior.

Para você ter uma ideia, em 2020, o Sisu disponibilizou 237.128 vagas, distribuídas entre 128 faculdades espalhadas por todo o Brasil. Porém, o número de inscritos foi de 1,8 milhão de pessoas, totalizando 3,4 milhões de inscrições, em função de poder optar por mais de um curso.

Um grande número de participantes implica, também, uma nota de corte mais alta. Ou seja, quanto maior for a procura por um determinado curso, mais rigoroso será o processo de seleção e, consequentemente, mais difícil atingir a nota para concorrer a uma vaga.

Os candidatos precisam atingir uma pontuação mínima para participarem da seleção. Então, caso a nota de corte de um curso seja 800, todos aqueles que ficaram abaixo disso não podem participar do processo seletivo, sendo automaticamente eliminados. Os demais participam, mas somente ocupam as vagas aqueles com pontuação mais alta.

Também não há grandes exigências para fazer a inscrição no Sisu, porque não é preciso comprovação de idade ou de renda. Além disso, parte das vagas é destinada para cotistas, como aqueles que cursaram o ensino médio em escolas públicas, negros e indígenas.

Não podemos nos esquecer de que as instituições de ensino superior com grande renome são muito disputadas. Sendo assim, esse conjunto de fatores faz com que esse sistema de seleção seja muito concorrido, mas, felizmente, ele não é a única opção.

Quais são as outras opções para cursar uma faculdade?

Caso você não consiga uma das vagas do Sisu, pode optar por outra das formas de ingresso no ensino superior. Esse sistema unificado é apenas uma opção para você fazer faculdade.

Para começar, não são todas as vagas das instituições públicas que ficam disponíveis nesse processo. Você também pode participar do vestibular tradicional da faculdade que pretende cursar.

Além disso, existem também as instituições privadas. Não se preocupe com a mensalidade, porque há opções para fazer um curso superior particular pagando menos por isso, ou até mesmo de graça. Veja a seguir algumas alternativas.

FIES

O FIES (Programa de Financiamento Estudantil) é uma parceria entre o Ministério da Educação, instituições financeiras e faculdades particulares. Foi criado com o objetivo de possibilitar ao estudante parcelar a faculdade para que a mensalidade seja reduzida a um valor bem mais acessível.

Nesse financiamento, é possível pagar um pequeno valor por mês e estender o pagamento do curso até depois de formado. Assim, o graduando pode se dedicar à sua faculdade e, depois que conseguir um emprego, fazer o pagamento dela de acordo com a sua renda, com prestações que caibam em seu bolso.

Prouni

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma opção também para quem deseja fazer uma faculdade particular, mas, nesse caso, por meio da obtenção de uma bolsa de estudos. Os estudantes podem ter um abatimento de 50% do valor da mensalidade ou até 100%, fazendo o curso de graça.

Para participar do Prouni, o candidato utiliza a sua nota do Enem, mas ela precisa ser superior a 450 pontos e não pode ter zerado a redação. Além disso, esse programa é destinado aos estudantes com renda familiar baixa, sendo 1,5 salário mínimo por pessoa para bolsa integral e três salários mínimos para bolsa parcial.

Financiamento Estudantil Privado

O Financiamento Estudantil Privado é chamado de PEP. Ele é oferecido por diversas faculdades do Brasil, incluindo a Anhanguera, possibilitando aos estudantes negociarem até 70%* da mensalidade dos seus cursos.

Funciona basicamente como o FIES. O aluno paga uma mensalidade menor enquanto estiver estudando, e o restante do valor é parcelado em prestações para serem quitadas após a conclusão do curso. Tudo isso sem juros, estendendo-se por vários anos.

Bolsas oferecidas pelas faculdades

Você também pode concorrer a uma das bolsas oferecidas pela própria faculdade. Além do financiamento privado, as instituições disponibilizam para seus alunos descontos especiais e programas de incentivo. Aqui mesmo na Anhanguera, nossos alunos contam com diversas opções de bolsas, benefícios e convênios. O objetivo é sempre garantir que a mensalidade do curso não pese no orçamento.

Agora você já sabe como funciona o Sisu e entendeu por que ele é concorrido, mas também conheceu outras formas de fazer um curso superior. Você pode ingressar na Anhanguera pelo FIES, com mensalidades bem pequenas, para conquistar o seu diploma sem complicações e estudando em uma das faculdades com maior reconhecimento no Brasil.

Saiba mais sobre a qualidade do ensino da Anhanguera. Veja neste artigo como descobrir se os cursos são reconhecidos pelo MEC!

*Sujeito à alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content