Faculdade de Produção Cultural: saiba como é a área e o curso

Produção Cultural

Você sabia que é possível fazer uma faculdade de Produção Cultural? Muita gente não sabe, mas o setor cultural brasileiro tem um forte impacto na economia e, até antes da pandemia, empregava cerca de 5 milhões de pessoas. Segundo o Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil (Firjan/Senai)1, representa R$ 171,5 bilhões ou 2,61% de toda a riqueza gerada no país. Somente no estado de São Paulo, a cultura equivale a 3,9% do Produto Interno Bruto (PIB)2.

Por isso, muitos países contam com leis de incentivo cultural para ajudar a fomentar projetos da área. No Brasil, existem várias, por exemplo, a Lei Rouanet (federal) e o Programa de Ação Cultural (ProAc, lei estadual de São Paulo), além de decretos municipais, sem falar em ações da iniciativa privada. Ou seja, produtores culturais têm amplo espaço de trabalho e podem alcançar excelentes rendimentos.

Para que você entenda melhor como funciona o setor e conheça mais o curso de Produção Cultural, fique conosco nesta leitura!

O que é produção cultural?

Produção cultural corresponde a todas as ações voltadas à realização de atividades culturais nas mais diversas áreas ― Teatro, Cinema, Música, Dança, Artes Visuais, Artesanato, Literatura, Arquitetura e Patrimônio Histórico, Museologia, Arqueologia, entre outras.

As atividades culturais têm diversas funções, que vão desde o lazer e entretenimento até atividades educacionais e preservação do patrimônio histórico-cultural, envolvendo diversas manifestações e projetos.

Então, esse é um mercado de trabalho que envolve um grande número de profissionais, como: artistas, produtores, gestores, especialistas em tecnologia, marketing, curadores, educadores, historiadores, e por aí vai. Veja algumas das principais áreas da produção cultural.

Espetáculos

Essa talvez seja a forma como a produção cultural vem às nossas mentes. Corresponde à montagem de espetáculos de dança, música, teatro, concertos etc. Podem acontecer em um local fixo, como as temporadas de óperas, orquestras residentes ou o teatro musical, bem como ser itinerantes ― quando o espetáculo sai em turnê por vários lugares.

Eventos

Eventos como feiras, congressos, exposições e festivais também são formas de produção cultural. Aqui, temos vários exemplos famosos, como a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip); Rock in Rio; Bienal Internacional do Livro; Bienal Sesc de Dança; Festival Internacional de Música de Campos do Jordão. Falando nisso, sabia que existe também o Tecnólogo em Eventos?

Turismo

O turismo também é uma forma de produção cultural quando as viagens envolvem, por exemplo, roteiros históricos, atividades educativas, visitas a centros culturais etc. Nesse caso, profissionais da Gestão de Turismo e da cultura, por exemplo, partilham a organização das ações.

Preservação do patrimônio

Aqui entram várias áreas e profissionais, entre os quais estão os produtores culturais. Diz respeito à pesquisa, catalogação e preservação de acervos, manutenção e restauro de edificações, reurbanização de áreas históricas etc.

Acervos e museus

Ainda falando sobre preservação, os museus também são um importante campo para a produção cultural. Esses locais podem ter diferentes finalidades, como a preservação de coleções históricas e artísticas ou difusão das artes plásticas e visuais. Por isso, são um excelente espaço educativo, que contam com exposições permanentes e temporárias.

Audiovisual

A produção audiovisual também é uma área cheia de produtores culturais. Filmes, documentários, programas de TV e Rádio, websites, webséries, entre outros, são alguns exemplos de conteúdos artísticos e culturais. Inclusive, há uma lei federal específica para o fomento dessas produções, conhecida como Lei do Audiovisual (Lei nº 8.685/1993).

Gestão de espaços educacionais e culturais

Essa é uma atividade estratégica em que os produtores e gestores culturais trabalham na administração de espaços educacionais e culturais. Como em qualquer organização ou empresa, envolve gestão de pessoas, finanças, marketing etc. Além disso, em muitos casos, entra a captação de recursos, como patrocínio e parcerias.

O que faz um produtor cultural?

O produtor cultural é um dos profissionais-chave para a realização de inúmeras ações voltadas à cultura, tendo um importante papel nos bastidores. Veja algumas funções que esse profissional pode desempenhar.

Organização de eventos

O produtor cultural pode trabalhar em todas as etapas da produção de um evento ― pré-produção (fechamento de contratos, cachês, compras, estrutura, orçamento etc.), execução (locações, transportes, ensaios, realização) e pós-produção (todas as ações após o término do evento).

Gestão estratégica

Seja para um projeto específico, seja na administração de um centro cultural, associação ou museu, o produtor cultural pode assumir a gestão estratégica. Assim como em qualquer outra empresa, terá que pensar as melhores maneiras para conseguir mais verbas, dar andamento aos projetos, fazer investimentos, criar estratégias de marketing, lidar com parceiros, autoridades, entre muitas outras ações.

Criação de projetos culturais

O produtor cultural também pode ativar o empreendedorismo e investir na criação de projetos culturais. A partir de uma ideia, ele pode escrever um projeto e viabilizar sua realização, por exemplo, por meio de editais das leis de incentivo à cultura, chamamentos de empresas privadas e até trabalhar por conta própria, se tiver condições para isso.

Também, pode abrir uma produtora cultural e gerir projetos de terceiros, ganhando uma porcentagem pela realização de cada trabalho.

Por que estudar sobre produção cultural?

Se você quer atuar em produção cultural, nada melhor que se especializar com uma graduação. Integrante do chamado ensino Tecnólogo, esse é um dos chamados cursos superiores de curta duração, o que permite a você tornar-se um profissional em pouco tempo.

Mais do que isso, por meio da faculdade de produção cultural será possível conhecer mais o mercado e adquirir conhecimentos e ferramentas para se destacar. Entre os principais assuntos abordados no curso, você verá:

  • economia criativa e cultural;
  • mercado da cultura;
  • tipos de manifestações e projetos culturais;
  • etapas da produção cultural;
  • leis de incentivo;
  • planejamento de projetos culturais;
  • gestão de equipamentos culturais;
  • marketing cultural;
  • produção executiva.

O salário de um produtor cultural

Profissionais especialistas em produção cultural podem ter bons ganhos. A média salarial de um produtor cultural com carteira assinada está em R$ 3.330,00.* Dependendo da área de atuação e do tamanho da organização, esse valor pode ser bem maior, ultrapassando os R$ 7 mil.

Como é a graduação de Produção Cultural da Anhanguera?

O curso de Produção Cultural da Anhanguera acontece no formato 100% a distância, em uma plataforma digital com tudo o que você precisa para estudar! Confira os diferenciais:

  • ambiente de estudos online com conteúdos em diversos formatos para melhor retenção do aprendizado;
  • biblioteca virtual com inúmeros títulos da área;
  • metodologia de ensino focada na prática;
  • professores-tutores para cada disciplina;
  • polo de apoio físico próximo a você;
  • sistema de avaliação continuada;
  • ações voltadas ao desenvolvimento de carreira;
  • Aula Destaque com alguns dos melhores profissionais do mercado;
  • Trilhas de Carreira, com atividades complementares para desenvolvimento de habilidades profissionais;
  • Acesso exclusivo ao Canal Conecta, portal de vagas com milhares de oportunidades nas melhores empresas do mercado;
  • programa de bolsas, benefícios e convênios.

Agora é com você!

Como você viu, as atividades culturais são altamente rentáveis e, principalmente, contribuem para vários aspectos da sociedade. Então, se você se vê atuando nessas áreas, não perca tempo e invista agora na Faculdade de Produção Cultural!

Inscreva-se já no vestibular online da Anhanguera e comece seu curso quanto antes!

Ah, você pode se inscrever pelo site Vestibulares.

1Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil

2Conjuntura do Setor de Economia Criativa ― efeitos da crise da Covid-19

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.9 / 5. Número de votos: 23

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.