Áreas da Engenharia Elétrica em alta: descubra onde atuar!

Áreas da Engenharia Elétrica

As áreas da Engenharia Elétrica estão entre as mais bem-pagas do país e uma das mais promissoras, oferecendo diversas possibilidades de atuação aos profissionais e um mercado de trabalho aquecido. A profissão é fundamental para a sociedade, afinal, como seria a vida moderna sem as funções desempenhadas pela energia elétrica?

Com as habilidades adquiridas ao longo do curso de Engenharia Elétrica, o engenheiro eletricista encontra oportunidades em diferentes setores, desde empresas de telecomunicação até corporações relacionadas à sustentabilidade e ao meio ambiente.

Se quer saber quais são as áreas de atuação do engenheiro elétrico e as atividades exercidas, não perca o nosso post. Boa leitura!

Conheça as áreas da Engenharia Elétrica em alta!

A seguir, você vai ficar por dentro das principais áreas de atuação da Engenharia Elétrica e conhecer as características de cada uma. Fique ligado!

Automatização

Se nas casas a necessidade de energia elétrica já é grande, imagine em indústrias, onde existem vários processos que nunca param de funcionar? Na área da Elétrica conhecida como automatização, o engenheiro eletricista assume funções relacionadas à instalação, à criação e ao planejamento de sistemas elétricos que possibilitam a automação no campo industrial.

O profissional é indispensável nesse ramo, pois realiza os processos de construção de sistemas elétricos que possibilitam o funcionamento dos aparelhos, dos componentes mais simples até os mais complexos. Além das indústrias, é possível desempenhar funções como:

  • manutenção preventiva de máquinas;
  • fornecimento da quantidade de energia ideal para a indústria.

O salário médio do profissional dessa área da Engenharia Elétrica é de R$ 2.901,40*.

Instrumentação

Outra área de atuação do engenheiro elétrico é a instrumentação, uma especialidade em que o profissional cria instrumentos para indústrias, faculdades, laboratórios de pesquisa, empresas de Engenharia etc. Essa atuação é muito importante, pois é preciso calibrar, consertar, fabricar e até mesmo indicar os melhores equipamentos para efetuar determinados processos.

De maneira geral, são ferramentas que realizam a mensuração e o registro de dados, além de medir a tensão das redes elétricas. Esses conhecimentos são adquiridos por meio de algumas matérias de Engenharia Elétrica com esse foco. A remuneração média desse campo de atuação é de R$ 3.267,96*.

Telecomunicações: uma das áreas de atuação do engenheiro elétrico mais bem-pagas

A área de atuação da Engenharia Elétrica conhecida como Telecomunicações deve crescer bastante nos próximos anos, principalmente porque a pandemia acelerou a demanda por uma internet mais eficiente e veloz. Os profissionais são responsáveis por construir circuitos eletrônicos de transmissão de dados, telefonia e até smartphones.

Nessa área em alta, o engenheiro eletricista encontra excelentes oportunidades de trabalho em empresas de telecomunicação, começando em uma vaga de trainee. Esse programa dura aproximadamente 2 anos e, nesse período, o recém-formado adquire uma boa experiência na corporação.

Esse tempo pode ser muito proveitoso, além de proporcionar uma excelente remuneração para o profissional. A média é muito atrativa, cerca de R$ 10.878,17*.

Sistemas eletrônicos

Nessa área da Elétrica, o engenheiro é responsável por desenvolver componentes e dispositivos eletrônicos que usam semicondutores em seu funcionamento, sendo de várias formas e tamanhos.

Além disso, o profissional especializado no setor cria placas eletrônicas que possibilitam o bom funcionamento de diferentes itens de uso industrial ou doméstico. Com o avanço tecnológico, essa especialidade tem cada vez mais demanda.

Um rápido olhar ao redor já revela como esse campo se estabelece. É graças a ele que o seu computador ou smartphone funcionam de maneira correta. O salário médio da área é de R$ 2.881,00*.

Geração de energia: uma das áreas da Engenharia Elétrica mais conhecidas

A área da Elétrica conhecida como geração de energia é bem popular, e os profissionais são responsáveis por criar sistemas de aparelhos de captação, turbinas, redes de distribuição e sistemas de armazenamento. Além disso, o trabalho se estende para as companhias elétricas e subestações responsáveis por ajustar e por fornecer energia elétrica para as residências.

O engenheiro que deseja se qualificar nessa especialidade encontrará um mercado de trabalho aquecido, por conta:

  • do aumento das obras de construção civil;
  • do crescimento populacional.

Os locais em que mais demandam o trabalho do profissional são as usinas solares, eólicas e hidrelétricas. Nelas, os engenheiros eletricistas são responsáveis por elaborar plantas de indústrias e pela geração de energia. A remuneração média da área é de R$ 8.056,55*.

Descubra como a Anhanguera ajuda você a conquistar o seu objetivo!

Viu só como as áreas da Engenharia Elétrica são promissoras e com ótimas remunerações? Para se destacar nesse mercado e conquistar as melhores vagas de emprego, investir na qualificação é essencial.

Portanto, se você já decidiu que quer ser um engenheiro eletricista de sucesso, o primeiro passo é saber o que estudar para o vestibular de Engenharia Elétrica. Depois de pesquisar sobre os conteúdos, chegou o momento de escolher uma faculdade bem-conceituada e de qualidade para se formar.

A Anhanguera está presente no mercado há mais de 20 anos e conta com um corpo docente experiente em suas áreas de atuação e com excelente didática. Se tem dúvida sobre quanto tempo dura a faculdade de Engenharia Elétrica em nossa instituição de ensino, saiba que poderá concluir a graduação em 5 anos (10 semestres).

Além disso, o curso pode ser feito nas modalidades de ensino presencial e semipresencial. Essa última opção é perfeita para quem está em busca de flexibilidade e não consegue frequentar o campus todos os dias. Parte das aulas acontecem no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), e você precisa comparecer à faculdade de 1 a 3 vezes na semana para as atividades práticas.

Além disso, temos outros diferenciais para os alunos, como:

  • formas de ingresso facilitadas, como vestibular tradicional, vestibular online, segunda graduação, transferência externa e uso da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio);
  • Canal Conecta, portal de empregabilidade que faz a conexão dos alunos de Engenharia Elétrica às melhores empresas do setor;
  • infraestrutura de ponta para a realização de aulas práticas e teóricas.

Estude Engenharia Elétrica na Anhanguera!

Agora que já conhece as principais áreas da Engenharia Elétrica, chegou o momento de se dedicar aos estudos para se qualificar na faculdade dos sonhos. Portanto, estude na Anhanguera e tenha um futuro promissor!

Gostou de conhecer os setores de Engenharia Elétrica e quer cursar essa graduação em uma das melhores faculdades do país? Então, inscreva-se no vestibular da Anhanguera!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.