Abordagens da Psicologia: o que são e como são vistas no curso?

abordagens da psicologia

Sabe o que quase ninguém fala sobre o curso de Psicologia? Ele é um mundo de possibilidades! Além das várias áreas a serem escolhidas, ainda podemos seguir com diferentes abordagens da Psicologia, realizando uma especialização.

Para você entender um pouco melhor, as abordagens são como lentes que o psicólogo usa para enxergar um indivíduo. É um guia para o profissional atuar em uma problemática e ajudar alguém a superar suas dificuldades.

New call-to-action

Assim, o curso de Psicologia é só o primeiro passo na sua formação e, nele, você terá uma visão geral da carreira. No entanto, depois, será preciso buscar uma especialização e se aprofundar mais nos seus interesses.

Separamos as principais abordagens da Psicologia para você conferir. Continue a leitura!

Psicanálise

É considerada a mais antiga das abordagens da Psicologia, por isso, talvez seja uma das suas primeiras matérias do curso. Seu grande precursor foi Freud, que enfatiza processos mentais inconscientes. O objetivo é torná-los conscientes, para, assim, o paciente trabalhar com suas emoções e seus comportamentos desadaptativos e habitualmente recorrentes.

Para Freud, nada acontece por acaso: há uma causa para cada pensamento, memória revivida e sentimento. Tais eventos mentais são influenciados pelo consciente ou inconsciente.

Sua teoria também defende que a mente é composta por 3 instâncias:

  • id (responsável por desejos inconscientes e primitivos);
  • ego (parte que lida com as exigências da realidade e tenta nos forçar a satisfazermos nossas necessidades de maneira socialmente aceitável);
  • superego (responsável por nossos valores e regras morais. Algumas vezes, pode entrar em conflito com o id).

Outros temas de sua teoria são os estágios psicossexuais e o simbolismo dos sonhos. Freud também falava muito da cura pela catarse, que é a cura por meio da fala, ou seja, o ato de colocar sentimentos e pensamentos para fora traz a melhora dos sintomas.

Análise Junguiana

Jung foi outra grande influência dentro da Psicanálise. Sua teoria também integra aspectos inconscientes e conscientes para estabelecer um equilíbrio entre o mundo interno e o externo.

Um de seus principais conceitos é a persona, que representa a forma pela qual nos apresentamos ao mundo. Ela inclui papéis sociais, tipo de roupa e expressão corporal. Pode ter aspectos positivos e negativos e serve para proteger o ego e a psique.

Outro conceito importante é o da sombra, que representa o centro do inconsciente e, muitas vezes, desejos, experiências e memórias rejeitados pelo indivíduo.

Jung também defendia a análise dos sonhos, pois acreditava que, neles, vivemos narrativas e assumimos personagens inconscientes.

Na sessão, o paciente fica livre para falar sobre o que quiser. O terapeuta tenta compreender simbolicamente o que a situação representa, indo além do óbvio das situações.

Uma técnica utilizada é a da imaginação ativa, em que o paciente aprende a liberar suas fantasias e a conhecer outros personagens que habitam sua mente.

Humanismo

O Humanismo tem dois precursores principais: Abraham Maslow e Carl Rogers. É uma das mais estudadas abordagens de Psicologia na faculdade e, segundo ela, todo mundo tem uma tendência à realização, que pode nos levar ao desenvolvimento e evolução.

Nesse sentido, o papel do terapeuta não é trabalhar com o inconsciente ou assuntos reprimidos, e sim propiciar um ambiente acolhedor para o crescimento e o alcance do melhor de si.

Assim como as outras abordagens da Psicologia, aqui também há conceitos importantes, sendo um deles o de aceitação incondicional. Ele diz que a pessoa só consegue mudar a partir do momento em que se aceita como é. Rogers trouxe a ideia de terapia centrada na pessoa, em que leva o paciente a entender o que tem dentro de si e reconhecer que tem condições de ser melhor.

Fenomenologia

Essa escola tem a participação de Jean-Paul-Sartre, Edmund Husserl e Martin Heidegger. Seu foco está na realidade das experiências e na intencionalidade das atitudes. Para essa abordagem, cada pessoa experimenta o mundo de maneira única. Os fenômenos ocorrem quando usamos corpo e mente para dar sentido às nossas vivências.

O papel do psicólogo é ajudar o paciente a entender a razão de sua existência, tornando-se, assim, mais responsável pelo seu destino. Isso envolve autoconhecimento, análise e consciência.

Psicologia Corporal ou Reich

Wilhelm Reich se influenciou bastante pela teoria psicanalítica. Um de seus principais conceitos é o do caráter, que, para ele, é composto das atitudes habituais de uma pessoa e do seu padrão consistente de respostas para várias situações. Ele é influenciado por posturas corporais, valores, atitudes e estilos de comportamento.

Outra ideia importante de Reich é sobre a “perda da couraça muscular”. Ele defendia que cada atitude de caráter tem uma atitude física correspondente. Por isso, o caráter de uma pessoa é expresso no corpo como rigidez ou couraça muscular. Isso resulta em sensações físicas particulares (como frio, calor, coceira, formigamento). Reich concluiu que toda essa representação existe devido a movimentos de uma energia vegetativa.

Análise do Comportamento

A Análise do Comportamento é considerada não apenas uma abordagem da Psicologia, mas também uma ciência, que se baseia nos pressupostos do behaviorismo, uma filosofia derivada do positivismo.

O behaviorismo radical, proposto por Skinner, propõe-se a explicar as causas do comportamento, ou seja, responde àquela clássica pergunta: por que alguém se comporta de determinada forma? A influência do positivismo remete à necessidade de observação de uma pessoa, para, então, conseguir entendê-la.

A Análise do Comportamento, a parte mais científica, acredita que todo comportamento tem uma função, ou seja, existe por algum motivo. Para explicá-lo, ela se baseia em conceitos como:

  • antecedente (representa o ambiente ou aquilo que acontece antes de alguém se comportar);
  • comportamento (que é o próprio ato em si);
  • consequência (é o que acontece após o comportamento).

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a Análise do Comportamento também estudas emoções e sentimentos, pois acredita que eles também têm uma razão para existir.

A abordagem envolve ainda muito mais conceitos e, hoje, é tida como uma das que contam com mais evidências científicas, ou seja, os resultados da terapia conseguem ser provados com efetividade. Além disso, pode ser usada em várias áreas da Psicologia, não somente na clínica.

Cognitivo-Comportamental ou TCC

Uma das mais relevantes abordagens da Psicologia, a TCC é derivada da Análise do Comportamento. A diferença é que Aaron Beck e Albert Ellis, seus principais precursores, também incluem o pensamento junto da análise de antecedente, comportamento e consequência.

A teoria teve grande influência do estoicismo, corrente filosófica que defende que a qualidade dos nossos pensamentos influencia nossos sentimentos, comportamentos e a forma como levamos a vida.

Um dos principais conceitos da abordagem é o de crenças nucleares. Elas, muitas vezes, são inconscientes e representam o modo como enxergamos a nós, ao mundo e ao futuro. São, ainda, a base dos nossos principais sofrimentos e transtornos mentais, então, o foco na terapia é conseguir acessá-las e ajudar o paciente a mudá-las.

Junto da Análise do Comportamento, a Cognitivo-Comportamental está na lista das abordagens com mais evidências científicas, então, é uma boa aposta para construir uma excelente carreira.

Que tal começar hoje seu curso de Psicologia?

Agora você já sabe quais são as abordagens de Psicologia mais conhecidas. No entanto, saiba que ainda não resumem tudo sobre o curso de Psicologia. Nossa dica é se dedicar ao máximo na graduação para ter uma base de qualidade. Na Anhanguera, você encontra professores experientes e capacitados para ajudar você nessa jornada. Depois da graduação, escolha uma especialização na sua abordagem, pois isso fará diferença na formação, combinado?

Gostou de entender mais um pouco sobre as abordagens da Psicologia? Aproveite e inscreva-se no vestibular para começar a construir uma carreira promissora!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 20

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.