6 profissões para quem quer trabalhar com crianças

trabalhar com crianças

Há bastante gente que tem facilidade e comodidade de lidar com o universo infantil. Justamente por isso, muitos vestibulandos se questionam quais carreiras podem seguir para terem a oportunidade de trabalhar com criança e usarem essa afinidade como um fator diferenciador no exercício da profissão.

Foi pensando em dar uma ajudinha que reunimos algumas alternativas de áreas para inspirar você a encontrar sua vocação profissional e, de quebra, mostrar que há uma grande variedade de atividades no mercado de trabalho desenvolvidas com os pequenos. Acompanhe e saiba mais!

Pedagogo

O pedagogo exerce um papel muito marcante na infância e início da pré-adolescência. Isso porque é ele o responsável pelo processo de educar os alunos nos primeiros anos de escola, apresentando-os aos conteúdos que vão acompanhá-los até o ensino médio e auxiliando-os com o processo de alfabetização.

Interessou-se pela profissão e a maneira como ela permite trabalhar com crianças? Então, você deve iniciar uma graduação em Pedagogia que leva, em média, quatro anos para ser concluída. Ela se trata de uma Licenciatura e tem conteúdos como Inovação Educacional, Ludicidade e Educação e Letramentos e Alfabetização.

Vale pontuar que, por trabalharem história na educação infantil e também lidarem com as demais áreas do conhecimento, é muito comum que os profissionais do ramo acabem tendo uma segunda formação.

Afinal, isso os ajuda a proporcionar uma educação com mais qualidade para as crianças. Entre as mais comuns estão o curso de Artes visuais e o curso de Matemática.

Por ser uma profissão bem diversa, o psicólogo tem a oportunidade de trabalhar com crianças em várias frentes para o cuidado com a saúde mental e o bem-estar delas, como a Psicologia Social, a Psicologia Escolar e a Psicologia Clínica.

Na primeira, ele estuda e pesquisa como é a vivência dos menores na comunidade em que moram, buscando, assim, traçar ações e políticas públicas que melhorem o desenvolvimento biopsicossocial da garotada.

Já na segunda, ele acompanha a evolução das crianças nos colégios, diagnosticando, quando necessários, possíveis transtornos de aprendizado. Na terceira e última, atuando como psicoterapeuta, ele lida com o surgimento de psicopatologias na infância, como a depressão e a compulsão alimentar.

Quem deseja essa área deve fazer o curso de Psicologia, que é um Bacharelado com duração de cinco anos e tem disciplinas como Desenvolvimento Humano, Psicopatologia e Diagnóstico e Intervenção em Psicologia.

Já no futuro, você pode se especializar em uma das áreas citadas para trabalhar com psicologia infantil ou, se preferir, investir em uma segunda graduação — tal qual o curso de Serviço Social — para ampliar suas oportunidades de trabalho.

Educador físico

O educador físico atua principalmente com crianças no ambiente escolar, garantindo o incentivo à recreação saudável e ao desenvolvimento físico, muscular e motor delas.

Porém, também é possível vê-lo interagindo com os pequenos em clubes esportivos e de atividades funcionais onde há a prática recorrente de esportes e o treinamento preparatório para os futuros atletas que querem iniciar cedo a carreira.

Para essa profissão, não há muito mistério. Você realiza o curso de Educação Física — que pode ser Bacharelado ou Licenciatura, ambos com duração de oito semestres. Ao longo dele, você tem matérias como Crescimento e Desenvolvimento Humano, Recreação e Lazer e Brincadeiras e E-Games.

Médico pediatra

O médico pediatra, como você já deve estar careca de saber, é o profissional que acompanha a saúde infantil, diagnosticando e tratando doenças e disfunções capazes de prejudicar a formação e o crescimento das crianças. Esse trabalho é realizado em hospitais, unidades básicas de saúde, clínicas, ambulatórios etc.

Para seguir essa carreira, você deve fazer uma graduação em Medicina. Ela é um Bacharelado que dura 12 semestres e conta com conteúdos como Funções Biológicas, Metabolismo e Concepção e Formação do Ser Humano. Depois é preciso finalizar uma residência médica em Pediatria que dura, em média, três anos.

Cirurgião-dentista

O cirurgião-dentista, por sua vez, lida com as enfermidades e as disfunções faciais e bucais. Ao tratar de crianças, ele se dedica a evitar que surjam problemas na dentição e no desenvolvimento da arcada dentária que comprometa o desenvolvimento infantil e gere dificuldades na fala, na respiração, na mastigação etc.

Para ingressar nessa área, é preciso, primeiramente, fazer um curso de Odontologia. Ele, assim como as últimas três sugestões, faz parte das formações da saúde (junto ao curso de Fisioterapia, o curso de Enfermagem, o curso de Biomedicina etc.).

Entre as disciplinas que se destacam nesse Bacharelado de cinco anos, há Saúde Bucal Coletiva, Odontologia Morfofuncional e Clínica Integrada de Atenção à Criança.

Educador de alunos especiais

O educador de alunos especiais tem uma atuação muito parecida com a do pedagogo. A diferença é que as atividades que ele desenvolve são voltadas para facilitar o processo de ensino daqueles alunos que apresentam limitações físicas ou cognitivas, assegurando que o espaço escolar se torne mais inclusivo e acessível para eles.

Se esse ramo chamou a sua atenção, saiba que você deve realizar o curso de Educação Especial. Por ser uma formação tecnológica, ele dura cerca de quatro semestres. Além disso, a grade curricular traz matérias muito relevantes como Deficiências Sensoriais, Deficiências Físicas e Múltiplas e Transtornos do Neurodesenvolvimento.

Hora de escolher a sua graduação!

Viu só como há não só boas, mas diferentes opções de cursos para trabalhar com crianças? Pois comece já a avaliar com qual deles você mais se identifica e a estudar o que cai no vestibular de Pedagogia e das demais formações. Assim você garante a sua vaga na faculdade e fica um passo mais próximo de realizar o seu objetivo profissional.

Além disso, não se esqueça: priorize uma instituição de ensino superior como a Anhanguera, que tenha o máximo de diferenciais para enriquecer a sua vida acadêmica e preparar você às diferentes profissões para quem gosta de crianças.

Estudando com a gente, você conta com projetos de iniciação científica, rede de divulgação de vagas de estágio e emprego (o Canal Conecta), programa de Apoio Personalizado para aperfeiçoar sua trajetória estudantil e aulas especiais com profissionais com grande domínio prático das demandas do mercado (a Aula Destaque).

Como comentamos ao longo do artigo, em muitos casos, é interessante investir numa formação extra para focar o público infantil. Confira nosso guia completo sobre a segunda graduação e saiba mais sobre o assunto!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content