Psicologia Organizacional: o que é e como atuar na área?

psicologia organizacional

Você sabia que o curso de Psicologia vai muito além do trabalho em clínicas e em hospitais? Uma excelente alternativa é a Psicologia Organizacional, que se aplica aos ambientes profissionais, auxiliando a gestão de pessoas.

O crescimento das empresas está bastante relacionado à capacidade de manter os funcionários produtivos e motivados. E, como você verá mais à frente, os conhecimentos do psicólogo se tornaram preciosos para superar esse desafio.

Para entender a Psicologia Organizacional e ótimos motivos para fazer a faculdade, continue a leitura deste conteúdo. Tiramos as principais dúvidas sobre o tema!

O que é Psicologia Organizacional?

A Psicologia Organizacional estuda os processos mentais, estados e comportamentos das pessoas nos ambientes profissionais. Seu objetivo é, simultaneamente, cuidar do bem-estar dos colaboradores e ajudá-los a entregar o máximo de produtividade para as empresas.

Essa Psicologia do Trabalho virou uma tendência recentemente. Apesar de a História da Psicologia ter mais de 100 anos, a valorização do colaborador é um acontecimento das últimas décadas, que se inicia com o surgimento da Gestão de Pessoas no início dos anos 1990.

Até então, a expressão Recursos Humanos (RH) tinha uma aplicação quase literal. As pessoas eram vistas como ativos ou recursos no mesmo degrau das finanças, tecnologia e matéria-prima. Já com a Gestão de Pessoas, surge o entendimento de investir em pessoas para que, a partir dele, o resultado apareça. 

Por isso, as preocupações atuais das principais empresas são bastante diferentes:

  • promover o bem-estar dos funcionários;
  • identificar pessoas com perfil adequado ao modo de ser da empresa;
  • identificar habilidades comportamentais, como inteligência emocional, comunicação e trabalho em equipe;
  • evitar acidentes e doenças;
  • atender aos desejos e às necessidades dos colaboradores.

Hoje em dia, os profissionais são considerados clientes internos. O resultado para o dono ou acionista depende, entre outras coisas, de satisfazer as demandas dos colaboradores e desenvolvê-los. Logo, o RH precisa criar uma série de serviços especializados, e não cuida mais só da papelada.

A Psicologia Organizacional é uma das disciplinas que vão entregar o conhecimento necessário para cumprir essas novas missões. Afinal, como os cuidados com as pessoas passaram a abranger processos mentais e comportamentos, surge uma forte demanda por especialistas.

Como é a área de Psicologia Organizacional?

As empresas podem buscar psicólogos do trabalho por diferentes motivos. Normalmente, três áreas utilizam dos conhecimentos desses profissionais:

  • Saúde, Segurança e Meio Ambiente do Trabalho;
  • Departamento de RH;
  • Compliance.

Para o setor de Saúde, Segurança e Meio Ambiente do Trabalho, o foco é promover o bem-estar dos colaboradores, eliminando doenças e acidentes de trabalho. Assim, o conhecimento do psicólogo ajuda a empresa de diferentes formas:

  • avaliar os colaboradores sobre o estado mental, estresse, desgaste etc.;
  • educar os funcionários sobre práticas de prevenção;
  • emitir laudos psicológicos;
  • avaliar as condições do ambiente de trabalho.

Já no Departamento de RH, a Psicologia Organizacional funciona com um setor consultivo, que atua sempre que a Gestão de Pessoas precisa de conhecimento especializado. Os psicólogos do trabalho podem:

  • elaborar testes psicológicos, entrevistas e dinâmicas para avaliar o perfil de colaboradores e de candidatos de processos seletivos;
  • fazer a gestão de conflitos, melhorando os relacionamentos no ambiente profissional;
  • contribuir com o desenvolvimento de carreira do colaborador;
  • criar estratégias para desenvolver a inteligência emocional, melhorar a comunicação e outras atitudes dos profissionais;
  • estruturar as políticas de diversidade e inclusão;
  • identificar e prevenir comportamentos prejudiciais no ambiente de trabalho, como bullying e assédio moral.

Por fim, a setor de Compliance traz medidas internas para combater crimes, desonestidade, assédio e outras condutas antiéticas. Nele, o psicólogo organizacional compõe a rede de apoio caso um colaborador seja vítima.

Se você, mesmo conhecendo a área, você ainda tiver dúvidas sobre qual é a faculdade certa, recomendamos os filmes de Psicologia. Assim, é possível ter uma noção de como é a atuação dos profissionais, perfis psicológicos e outros assuntos que, certamente, vão despertar o seu interesse pela disciplina.

Como estão as vagas para Psicologia Organizacional?

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), foram admitidos 781 psicólogos do trabalho entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021. Do total, cerca de 13% das vagas foram ocupadas por homens e 86% por mulheres.

As vagas se destinam principalmente às pessoas com poucos anos de formação superior:

  • 18 até 24 anos — 13%;
  • 25 a 29 anos — 30%;
  • 30 a 39 anos — 40%;
  • 40 a 49 anos — 11%;
  • 50 a 64 anos — 3%;
  • acima de 65 anos — menos de 1%.

Os salários são elevados. A média salarial da profissão é de R$ 3.524,73* para a carga horária de 38 horas semanais. E você sempre pode ganhar mais se mantiver uma rotina de estudo e de especializações.

Uma dica interessante é buscar um estágio durante a faculdade. Essa modalidade de contratação permite que as empresas vejam o seu trabalho e concede experiência profissional para colocar no currículo.

Como atuar na área de Psicologia Organizacional?

A Psicologia Organizacional exige o curso superior da área e a inscrição no Conselho Regional de Psicologia. E, diferentemente de Direito e de Ciências Contábeis, não é necessário realizar nenhuma prova para obter a habilitação.

Aliás, é importante buscar um diploma reconhecido no mercado. Ao fazer uma boa faculdade, o recrutador terá mais segurança sobre as competências indicadas no currículo profissional, aumentando o interesse pela contratação. Por isso, o curso da Anhanguera é ideal para você.

Aqui, temos mais de 25 anos de atuação e acompanhamos as principais tendências de mercado. Além disso, facilitamos o acesso ao ensino superior para que nossos alunos mudem de vida e conquistem seus objetivos profissionais.

O corpo docente é um diferencial, pois os nossos professores são experientes e contam com títulos, como mestrado e doutoradoVeja 6 matérias da grade curricular de Psicologia para conhecer algumas das áreas abordadas ao longo do curso.

Na Psicologia, você também terá acesso a inúmeros diferenciais que desenvolvem competências desejadas pelas empresas:

A infraestrutura é completa. Durante os estágios curriculares, que são feitos por todos os alunos, você tem acesso à clínica-escola e pode exercer a prática da Psicologia. Com isso, estará mais próximo das exigências das empresas, que buscam profissionais que conseguem aliar teoria e prática.

Agora é com você!

Viu só? Com uma boa graduação, você pode atuar na Psicologia Organizacional e aproveitar os excelentes salários. O curso da Anhanguera é completo e oferece um excelente custo-benefício. Logo, é hora de conquistar o seu diploma.

Inscreva-se agora mesmo na faculdade de Psicologia e use a educação para mudar de vida!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content