O que é Odontologia Legal e como atuar na área?

odontologia legal

Quando escolhemos uma carreira, devemos sempre ficar de olhos abertos para diferentes possibilidades de atuação, as quais geralmente vão além do óbvio. Um exemplo bem interessante é a Odontologia. Se você imagina que os odontologistas se limitam ao atendimento clínico ou a especialidades correlatas, saiba que a profissão engloba uma série de outras especialidades.

Entre elas, está a Odontologia Legal, uma área para a qual muitos profissionais não vão, porém, que oferece um sólido campo de trabalho a quem deseja se aventurar nela.

Se você está pensando em ingressar no curso de Odontologia, aproveite este post em que explicamos o que é, quais as atribuições e como trabalhar em Odontologia Legal! 

O que é Odontologia Legal?

A Odontologia Legal, ou Odontologia Forense, é uma área da Odontologia cujo foco principal é a identificação de pessoas falecidas, no caso de desaparecimentos, acidentes, assassinatos ou alguma situação específica. 

Geralmente, a Odontologia Legal entra em ação quando o corpo de uma pessoa ou seus restos mortais não permitem o reconhecimento visual. É o caso de afogados que ficaram muito tempo na água, carbonizados ou em avançado estado de decomposição.

Então, como a boca é uma espécie de impressão digital — afinal, todas são diferentes —, essa identificação se baseará nas evidências dentárias e características orofaciais. O contato com a família da vítima ajuda muito nesse sentido, pois ela fornecerá informações importantes, como registros de obturações, fotografias clínicas, raios X etc.

Apesar dos avanços na tecnologia de DNA, a identificação dentária ainda oferece uma abordagem rápida e econômica para restos humanos, inclusive, abreviando o trabalho de investigação policial.

Mesmo que apenas alguns dentes estejam disponíveis, uma opinião sobre o caso ainda pode ser oferecida a respeito de idade, de hábitos, de higiene oral e de características individuais, o que pode coincidir com os registros pré-morte. Se o sujeito não tiver dentes, informações úteis ainda podem ser obtidas do estudo de qualquer dentadura e de radiografias da mandíbula e do crânio.

Além da análise de restos mortais, no caso de uma vítima viva ter sido mordida ou ter mordido o agressor, as marcas deixadas pelo corpo também auxiliam na compreensão dos fatos.

O que faz um dentista legal?

Normalmente, os odontologistas forenses ou dentistas legais trabalham em conjunto com médicos legistas, toxicologistas e a polícia

Nos casos de morte, o profissional comparece à autópsia e tira fotos, medidas cranianas, impressões dentais e radiografias dos restos mortais. Essas amostras são então comparadas às de indivíduos desaparecidos. Se houver uma combinação, os restos mortais podem ser identificados.

Nos casos em que marcas de mordida são encontradas no corpo de uma vítima ou suspeito do crime, ou em alimentos, goma de mascar ou outro item, o dentista legal usa o mesmo procedimento para tentar determinar ou excluir fontes potenciais desses ferimentos.

O odontologista forense, então, escreve um relatório detalhado explicando o que foi feito e suas conclusões. Estas serão incluídas no processo e, eventualmente, suas descobertas podem ser confrontadas em um julgamento.

Veja um resumo de tarefas dos odontologistas forenses:

  • identificar restos mortais que não puderam ser identificados usando reconhecimento facial, impressões digitais ou outros meios;
  • identificar corpos em mortes em massa, como acidentes de avião e desastres naturais;
  • realizar perícias em vivos e em mortos (corpos inteiros, parte ou fragmentos);
  • determinar a origem dos ferimentos de marca de mordida, em casos de agressão ou suspeita de abuso;
  • estimar a idade dos restos mortais;
  • testemunhar em casos de negligência odontológica;
  • fazer perícias em área administrativa, foro civil, criminal e trabalhista;
  • realizar tanatologia forense (ciência que esclarece todos os eventos relacionados a uma morte);
  • atuar em balística forense.

Como se tornar um odontologista forense?

Por ser uma área de muita pressão e responsabilidades, o caminho para se tornar um odontologista forense não é fácil. Em primeiro lugar, você terá de saber tudo sobre Odontologia, o que só será possível tendo realizado a graduação em uma faculdade de excelência, na Anhanguera.

Mas este é só o primeiro passo. Depois, você deverá fazer uma pós-graduação em nível de especialização (lato sensu) em Odontologia Legal, além de estudar o máximo que puder sobre a literatura nacional e internacional na área. Alguns dentistas legais chegam a fazer mestrado e doutorado, porém, esses títulos ― se quiser ― você pode obter depois de já atuar na área.

Então, o próximo passo é se preparar para os concursos públicos em institutos de perícia ou nas polícias Civil, Federal e Militar. Uma vez recebendo a aprovação, você ocupará o cargo de “Perito Legal”.

Vai prestar a faculdade? Veja aqui como passar no vestibular de Odontologia!

O concurso tem várias etapas, que duram normalmente 3 meses, e demandam conhecimentos específicos em Direito Penal, em Medicina Legal e em Genética Forense. A forma de ingresso na carreira pública consiste em 4 etapas:

  • realização de prova objetiva;
  • realização de prova discursiva;
  • avaliação de títulos;
  • curso de formação para o cargo.

Qual é o salário da área de Odontologia Legal?

Um dos motivos que mais atraem os odontologistas à área forense são os salários. Os concursos acontecem com certa regularidade em vários estados do país e, dependendo a função, o profissional presta os certames para perito forense, perito criminal ou perito oficial.

Os salários costumam variar entre R$ 5 mil e R$ 30mil*, conforme o cargo, o nível de experiência e o tipo de concurso (municipal, estadual ou federal).

Já o tempo de preparação para as provas varia conforme a formação e experiência do odontologista. Os concursos costumam ser bem concorridos, chegando até 400 candidatos por vaga. Porém, muita gente reprova, já que a exigência é grande e as provas, longas.

Se você tem interesse pela área da Saúde, mas também gosta da área do Direito Criminal, a Odontologia Legal abre essa possibilidade de atuação profissional. Embora as oportunidades de trabalho sejam mais restritas que o atendimento clínico, é possível ter a carreira forense no radar. 

Os benefícios da Odontologia Legal são vários para os profissionais, especialmente com relação à estabilidade financeira e à construção de uma carreira pública. Além disso, o caráter investigativo é um detalhe instigante para muita gente.

Pronto para ser um odontologista forense?

Então, comece já a se preparar, começando pela faculdade de Odontologia. Se você escolher a Anhanguera, saiba que esta é uma das mais modernas faculdades do país, antenada com as demandas do mercado, com um projeto pedagógico totalmente atualizado e a melhor infraestrutura física e online para o aluno.

Dê o primeiro passo na construção da sua carreira. Inscreva-se já no vestibular da Anhanguera!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content