O que é Fisioterapia Pélvica? Como funciona essa área?

o que é fisioterapia pelvica

Você sabe o que é Fisioterapia Pélvica? Essa especialidade da Fisioterapia é responsável pelo fortalecimento do assoalho pélvico, o que evita problemas provocados pela perda de força nessa região, como incontinência urinária. Essa área tem mais reflexos na saúde da mulher, mas também é ideal para tratamentos em crianças e em homens.

De modo geral, a especialidade trata e previne várias disfunções e atua no pós e pré-parto, com o objetivo de preparar as mulheres para receber os efeitos da gestação e do puerpério. E aí, ficou interessado e quer saber o que é a Fisioterapia Pélvica e como funciona a área? Então, continue a leitura! ?

O que é Fisioterapia Pélvica?

A Fisioterapia Pélvica é caracterizada pelo tratamento e avaliação de condições que envolvem o assoalho pélvico ou sinais que se manifestam nessa área do corpo. Ela é ideal quando o médico dá o diagnóstico de que o assoalho pélvico está flácido ou enfraquecido, e o seu fortalecimento ajudaria no bem-estar.

No caso das mulheres, por exemplo, trabalhar essa musculatura ajuda em momentos como o parto normal, sabia? Para entender melhor, a região pélvica consiste em vários nervos, ligamentos, músculos e tecido conjuntivo na pelve. ?

o que é fisioterapia pelvica

O seu papel consiste em fornecer sustentação para a bexiga, o ânus, o útero e os órgãos genitais. Quando o assoalho pélvico se torna flácido ou enfraquecido, surgem alguns sintomas clássicos, como:

  • dor pélvica crônica;
  • incontinência urinária;
  • vontade de urinar com frequência;
  • constipação;
  • necessidade de acordar várias vezes à noite para urinar;
  • desejo incontrolável de urinar.

Para que serve o fisioterapeuta pélvico?

Sendo um profissional que atua nos cuidados dos músculos do assoalho pélvico, o fisioterapeuta pélvico tem o objetivo de ativar e movimentar os ligamentos que sustentam o intestino, o útero e a bexiga, focando principalmente a parte inferior do abdômen.

A Fisioterapia Pélvica pode ser feita como prevenção, antes que algumas doenças surjam, fazendo com que o paciente não precise fazer uma cirurgia, por exemplo. Por envolver vários problemas, essa especialidade abrange tratamentos nas áreas de Obstetrícia, Coloproctologia, Ginecologia e Urologia.

Quando é preciso procurar pela Fisioterapia Pélvica?

A Fisioterapia Pélvica pode ser indicada para vários problemas, como bexiga caída e incontinência urinária. Também é uma excelente alternativa para grávidas, já que os músculos da área pélvica precisam ser trabalhados.

Confira, abaixo, algumas situações em que é necessário buscar ajuda de um fisioterapeuta pélvico!

Endometriose

Dores na região da pelve são algumas das principais reclamações de mulheres que têm endometriose. A intensidade do desconforto varia de pessoa para pessoa. O tratamento com Fisioterapia Pélvica ajuda a reduzir esses incômodos, sejam eles intensos ou fracos.

Além disso, os exercícios diminuem as dores que acontecem durante ou após a relação sexual. Esse tipo de fisioterapia também é excelente para fortalecer os músculos do assoalho pélvico, podendo reverter alterações anatômicas provocadas pela endometriose.

Gravidez

Durante a gravidez, os músculos do assoalho pélvico são mais exigidos por conta da necessidade de sustentar o útero, em decorrência do aumento do peso corporal. A Fisioterapia Pélvica durante a gestação é usada para prevenir incontinência urinária, permitir relaxamento muscular e redução do inchaço, bem como diminuir dores lombares e melhorar a respiração.

Os exercícios também ajudam a preparar o corpo da grávida para o nascimento do bebê. ?

o que é fisioterapia pelvica

Pós-parto

Nessa etapa, a função da Fisioterapia Pélvica é reeducar o corpo por conta das mudanças provocadas pela gestação e pelo parto. Uma das vantagens é a melhora da cicatrização e a recuperação da parede abdominal, já que nessa fase é comum ocorrer o afastamento dos músculos abdominais.

Disfunções do assoalho pélvico

O assoalho pélvico costuma ser bem forte na juventude, enfraquecendo à medida que o organismo envelhece. Além da idade, algumas causas comuns desse problema são o ganho de peso, determinadas cirurgias, parto vaginal, menopausa, etc.

Quem tem essa disfunção contrai os músculos em vez de relaxar. Isso faz com que a pessoa não consiga ter um movimento na bexiga e no intestino satisfatórios. A Fisioterapia Pélvica é indicada nos seguintes tipos de disfunções:

  • prolapso do órgão pélvico: condição em que alguns órgãos pélvicos “escorregam” para dentro da cavidade pélvica;
  • incontinência fecal: representa a perda da capacidade de segurar tanto fezes quanto gases, dependendo da gravidade do caso;
  • incontinência urinária: quando existe a perda involuntária de urina pela uretra devido ao assoalho pélvico fraco. Ele faz com que os órgãos “caiam”.

Quanto custa uma sessão de Fisioterapia Pélvica?

O COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional) estabelece uma tabela com referência de valores para cada tipo de procedimento. Confira só alguns:

  • consulta fisioterapêutica: R$ 102,00;
  • atendimentos em grupo: R$ 54,40;
  • procedimentos específicos para disfunções do aparelho genital: R$ 272,00;
  • atendimentos domiciliares de Fisioterapia Pélvica: R$ 142,80.

Quanto o profissional da área ganha em média?

Está curioso para saber quanto ganha um fisioterapeuta pélvico? De modo geral, o profissional recebe cerca de R$ 2.818,72*, e o teto salarial pode chegar a R$ 5.086,59* para uma jornada de trabalho de 31 horas semanais. ?

Mas saiba que os valores podem ser muito maiores, de acordo com o local de trabalho e a especialização. Veja, abaixo, o salário de um fisioterapeuta pélvico de acordo com o tipo de empresa em que atua:

  • administração pública, em geral: R$ 3.368,36*;
  • atividades de atendimento hospitalar: R$ 3.222,15*;
  • atividade médica ambulatorial com recursos para realização de exames complementares: R$ 3.092,89*;
  • atividades de apoio à gestão de saúde: R$ 2.974,64*;
  • atividades de enfermagem: R$ 2.852,28*.

o que é fisioterapia pelvica

Como trabalhar com Fisioterapia Pélvica?

Se você quer saber o que precisa para ser fisioterapeuta pélvico, saiba que o primeiro passo é fazer a faculdade de Fisioterapia em uma instituição de ensino renomada. Na Anhanguera, você terá acesso a um ensino moderno, com metodologia centrada nos alunos e tecnologia avançada.

Isso sem falar no corpo docente qualificado e atuante no mercado, que ajuda você a crescer em sua jornada de profissionalização. Para impulsionar o ensino, contamos com uma infraestrutura com bibliotecas, laboratórios e salas multimídia. ?

Após a conclusão do curso superior, é importante fazer uma pós-graduação para receber a capacitação necessária, tanto para atuar na reabilitação quanto na prevenção de doenças de pacientes com problemas na região pélvica.

Agora é com você!

Agora que já sabe o que é Fisioterapia Pélvica, saiba que é essencial investir na formação para atuar na área. Por isso, estude na Anhanguera e seja um profissional de sucesso!

Gostou do post e quer fazer o curso de Fisioterapia na Anhanguera? Então, inscreva-se em nosso vestibular online e saia na frente!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 20

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.