O que faz um engenheiro mecânico na prática?

engenheiro mecânico

Estudar Engenharia Mecânica está entre as possibilidades que você considera para o futuro? Saiba que essa profissão tem amplo campo de atuação e muitas possibilidades após você se formar. Por isso, é comum questionar o que um engenheiro mecânico faz.

A verdade é que o curso de Engenharia Mecânica conta com uma grade curricular bastante ampla, que permite que você atue em diversos segmentos do mercado.

Hoje, com a tecnologia revolucionando e automatizando os mais variados processos, as possibilidades cresceram muito! Então, se você está no caminho de se tornar um engenheiro mecânico ou se a profissão faz parte dos seus planos, siga com a gente! A seguir, você entende melhor a parte prática dessa carreira tão promissora. Vamos começar?

Então, o que faz um engenheiro mecânico na prática?

Se você acha que as oportunidades profissionais de um profissional formado em Engenharia Mecânica estão, sobretudo, na indústria automotiva, engana-se, viu? Claro que essa é uma atuação forte do profissional, mas há ainda diversas tantas outras que você conhece na sequência!

Desenvolvimento de máquinas e equipamentos

Essa talvez seja uma das atuações mais conhecidas do engenheiro mecânico, que está envolvido na idealização e no desenvolvimento dos mais diversos tipos de máquinas e equipamentos.

Por exemplo, a agricultura de precisão necessita dos mais diversos tipos de máquinas e instrumentos para aproveitar melhor todas as safras. Assim, no curso de Engenharia Mecânica, você ganha todo o conhecimento para atuar nessa área.

Há também outros setores que pedem engenheiros mecânicos cheios de vontade de fazer a diferença, como:

  • na construção de equipamentos para fontes de energia limpa, como solar e eólica;
  • no aprimoramento de equipamentos de ar-condicionado;
  • na indústria automotiva, melhorando a potência dos veículos, sempre de olho na sustentabilidade;
  • nos equipamentos da indústria petroquímica, aprimorando bombas, refino e distribuição.

Pesquisa tecnológica

Uma vez que a gente está vivendo em plena Revolução Industrial — a quarta, mais precisamente —, é fato que os afazeres de um engenheiro mecânico estão 100% envolvidos nesse momento histórico.

A automação industrial é um exemplo. Cada vez mais as indústrias pensam em formas de melhorar a produtividade, com mais qualidade, menos custos e tempo, certo? Dessa maneira, o maquinário industrial não para de se aperfeiçoar. Você se lembra do Chaplin, em “Tempos Modernos”, no qual existia uma linha de produção em série? De lá para cá, tudo evoluiu rapidamente, e a tendência é que os processos sejam otimizados — muito graças ao olhar atento do engenheiro mecânico.

E tem mais! A pesquisa tecnológica permite que esse profissional crie softwares de automação para os mais diversos segmentos, do marketing ao gerenciamento de clínicas médicas.

Assim, dentre as possibilidades dessa profissão, também está reinventar o modo de produção a partir da pesquisa em tecnologia, seja fazendo uma análise de concorrência, entendendo as inovações do mercado e mesmo pensando fora da caixinha e sendo um agente da mudança. Incrível, não é?

Testes de equipamentos

O desenvolvimento de novas máquinas foi o primeiro item dessa série de atuações em relação ao que um engenheiro mecânico faz. Mas não basta desenvolver. Mesmo após um equipamento ter sido concebido, são necessários inúmeros testes para entender se o produto está pronto para o mercado.

Desse jeito, o teste de equipamentos é mais uma das funções do profissional. Além de testar, o olhar crítico do especialista permite aprimorar o produto antes mesmo de ele chegar ao mercado. Isso significa que a equipe de testes acaba trabalhando diretamente com o time de desenvolvimento.

Se você curte assistir à Fórmula 1, já deve ter ouvido falar sobre o engenheiro de testes das equipes, certo? Essa pessoa é responsável por garantir que os motores e demais itens estão sendo suficientemente eficientes para que os carros e os pilotos se tornem ainda mais competitivos.

Gerenciamento de equipes

Vale dizer que a Engenharia Mecânica e a gestão de times estão fortemente conectadas. Hoje, há inúmeros engenheiros que trabalham gerenciando equipes, extraindo delas ainda mais produtividade e engajamento.

Uma das vantagens de o engenheiro trabalhar nessa área é que o olhar atento à inovação é muito forte, o que permite aos times se reinventarem sempre mais, tornando-os ainda mais competitivos. Para tanto, algumas metodologias são sempre usadas, como a Lean e o Método Ágil.

Desenvolvimento de novos produtos

Se falamos em inovação e Revolução Industrial, é claro que o desenvolvimento de novos produtos, desses que jamais pensamos que pudessem existir, está no escopo do que faz um engenheiro mecânico.

E, nesse item, o céu é o limite: você pode revolucionar o consumo de música, como fez Steve Jobs, criar possibilidades para uma melhor reciclagem de lixo, tornando a vida em nosso planeta ainda mais sustentável, ou mesmo pensar em produtos para hospitais e clínicas que melhorem a nossa qualidade de vida.

Aqui, o importante é estimular o olhar inquieto e curioso, tendo em mente que a vida sempre pode ser melhor e mais eficiente, ok?

Assim, com tantas possibilidades, o salário de um engenheiro mecânico acaba se tornando bem atraente: indo de R$ 8 mil* a R$ 17 mil*. Isso, é claro, varia do nível de experiência profissional e também em relação aos diferenciais competitivos de cada um.

Como se tornar o melhor engenheiro mecânico do mercado?

A educação faz toda a diferença, fato! O ponto inicial é escolher uma faculdade que tenha inovação em seu programa de ensino, com matérias atuais e que preparem o estudante para o mercado de trabalho.

A Anhanguera é uma das faculdades que tem esse cuidado em seu DNA. São aulas superatuais, profissionais com ampla experiência e atrativos como a Aula Destaque (com grandes nomes do mercado) e o Canal Conecta, portal de empregabilidade que dá aquele empurrão extra pra conseguir estágio e emprego. Então, ao escolher a faculdade ideal, lembre-se da gente em primeiro lugar.

Inclusive, para ser um ótimo engenheiro mecânico, é bacana conseguir vários estágios durante a faculdade. Assim, você vai se preparando e criando um currículo forte, quase imbatível. Vai ser preciso conciliar faculdade e estudos? Claro que sim, mas com um pouco de dedicação dá certo!

Agora é só colocar a mão na massa!

Até aqui, você viu o que faz e como ser um engenheiro mecânico de futuro promissor. Então, nada de ficar esperando. Comece a colocar seus planos em prática e busque um curso da Anhanguera.

Agora que você já sabe bem como é o dia a dia e as possibilidades de um engenheiro mecânico, baixe nosso e-book sobre empregabilidade e entre com pé direito no mercado de trabalho!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content