Enfermagem: conheça tudo sobre essa área!

Enfermagem

Quando uma pessoa decide fazer uma faculdade na área da saúde, o curso de Enfermagem é uma das opções que podem ser consideradas.

A área de Enfermagem é bastante rica em possibilidades de atuação, com ampla oferta de empregos nas redes privadas e públicas.

Você está no time das pessoas que pensam em construir carreira na Enfermagem? Então, veio ao lugar certo! Continue a leitura e saiba tudo sobre a profissão.

Como funciona a área de Enfermagem?

Para atuar na área da Enfermagem é possível seguir três caminhos profissionais: ser técnico de Enfermagem, auxiliar de Enfermagem e se tornar enfermeiro ou enfermeira por meio do Bacharelado.

Todos são fundamentais para garantir o bem-estar e a saúde daqueles que estão sob seus cuidados. As principais diferenças entre esses três profissionais está ligada diretamente às tarefas e às responsabilidades que cada um deles exerce.

Sendo assim, compreender essas diferenças é essencial para conseguir escolher a carreira que vai seguir e entender como a Enfermagem funciona. Vamos lá!

Auxiliar de Enfermagem

Como o próprio nome já diz, o auxiliar de Enfermagem dá suporte ao enfermeiro e à enfermeira no cuidado ao paciente. 

O título de auxiliar configura uma atuação em tarefas menos complexas e de menor responsabilidade.

Para se tornar um profissional auxiliar de Enfermagem, é necessário fazer um curso reconhecido pelo COREN (Conselho Regional de Enfermagem) do estado onde o aluno vai estudar.

Esse curso tem a duração média de 18 meses, permitindo que pessoas a partir dos 17 anos possam cursá-lo, mesmo estando matriculado no ensino médio.

No entanto, quem se forma não recebe uma titulação, como técnico ou bacharel em Enfermagem. Ainda assim, é possível atuar na área.

Mas afinal, quais são as atribuições que um auxiliar de Enfermagem terá em sua rotina profissional? Veja:

  • aferir sinais vitais;
  • aplicar remédios e vacinas;
  • coletar material para análise;
  • cuidados higiênicos dos pacientes;
  • esterilizar materiais;
  • servir medicamentos;
  • substituir curativos;
  • preparar pacientes para exames.

Como é possível perceber, esses são cuidados básicos para garantir a saúde e o bem-estar dos pacientes.

Uma diferença essencial entre essa função e a da pessoa enfermeira é a remuneração. Nesse caso, a média salarial gira em torno de R$ 1.803,92*.

Técnico em Enfermagem

O profissional técnico, diferente do auxiliar, recebe uma titulação ao concluir o curso técnico em Enfermagem. Por ser uma formação mais consistente e complexa, esse profissional recebe maiores responsabilidades em relação ao seu trabalho.

Para ser técnico em Enfermagem é necessário concluir o curso, que dura 2 anos e que seja reconhecido pelo COREN. Porém, neste caso, para ingressar é necessário concluir o ensino médio.

Sua rotina envolve auxiliar no cuidado dos casos mais complexos, nas internações, em clínicas especializadas, no pré ou no pós-operatório.

Como as responsabilidades da função são maiores, a média salarial também costuma ser superior ao de auxiliar de Enfermagem, embora a média salarial esteja bem semelhante: R$ 1.781,00*.

Mesmo que o técnico em Enfermagem seja a titulação que concede uma atuação profissional mais próxima ao enfermeiro, ainda existe uma grande diferença entre as duas funções, como poderá ver a seguir.

Enfermeiro

É o profissional que concluiu a graduação e recebeu o título de bacharel em Enfermagem, após 4 anos de curso.

A faculdade tem maior duração por abordar detalhadamente os assuntos de cada disciplina, garantindo uma formação ainda mais completa. Assim, a formação do profissional terá como base um conteúdo mais abrangente e conhecimento mais aprofundado.

Como resultado, está apto para tratar de assuntos mais complexos em relação aos pacientes, e também sobre a gestão do departamento em que trabalha, como a liderança de equipes.

Essa profissão exige muito conhecimento e responsabilidade não somente na área da saúde, mas também na área de gestão, já que os auxiliares de Enfermagem e os técnicos de Enfermagem sempre serão supervisionados por um enfermeiro em sua rotina de trabalho.

Nesse contexto, podemos citar como as principais demandas do bacharel em Enfermagem:

  • avaliar a evolução dos pacientes;
  • cuidar do casos mais complexos;
  • organizar a rotina do departamento;
  • responsabilidade sobre as equipes de enfermagem e suas atribuições;
  • supervisionar as equipes e suas tarefas;
  • tomar decisões sobre casos de emergência.

Devido a todas essas exigências da profissão, o salário do enfermeiro e da enfermeira também é superior, variando entre R$ 3.437,64* e o teto de R$ 7.317,69*.

Como está o mercado de Enfermagem no Brasil?

Muitas pessoas que têm afinidade profissional com a área da saúde acabam preferindo fazer cursos técnicos em Enfermagem devido ao curto tempo de duração. Logo após a conclusão, ficam em dúvida se vale a pena seguir os estudos em uma graduação.

Podemos dizer que o curso técnico é a porta de entrada para as áreas da Enfermagem. No entanto, como explicamos acima, é um curso voltado para o aprendizado de procedimentos práticos, o que limita o profissional a trabalhar na maioria das vezes em hospitais e clínicas.

Em contrapartida, aqueles que se formam como bacharéis em Enfermagem recebem conhecimentos mais aprofundados e complexos, ampliando as possibilidades de atuação.

A importância e a necessidade deste profissional no mercado é bastante reconhecida. Afinal, a saúde é uma dos segmentos fundamentais da nossa sociedade, demandando a entrada frequente no mercado de médicos, enfermeiros, dentistas, entre outros.

Falando especificamente da Enfermagem, veja as maiores necessidades do mercado.

Capacitação para agir em momentos de crise

O enfermeiro tem sob a sua responsabilidade o cuidado das pessoas, inclusive de pacientes que estão em estado grave.

Mas suas demandas também podem estar relacionadas à gestão e supervisão de técnicos e auxiliares, exigindo dele o cuidado com o profissional de sua equipe. Ou seja, em vez de olhar o paciente de perto, ele coordena as equipes que fazem isso.

Além deste tipo de trabalho, o enfermeiro e a enfermeira também podem atuar na orientação à saúde da mulher, à hipertensão e ao diabetes em postos de saúde.

Nos centros cirúrgicos, pode orientar o paciente que entrará em cirurgia, informando como será o procedimento, como deve ser sua alimentação e fazendo a higiene.

São amplas as possibilidades somente com o diploma, e para todas elas é necessário saber como agir em momentos de crise. A pandemia provocada pela Covid-19 mostrou essa necessidade, com a superlotação do sistema de saúde.

Áreas de atuação em alta

Profissionais graduados em Enfermagem podem escolher as áreas de especialização que desejam atuar, assim como na Medicina, podendo inclusive apostar nos mesmos segmentos. Destacamos:

  • Enfermagem Dermatológica;
  • Home Care;
  • UTI (Unidade de terapia Intensiva);
  • Enfermagem Oncológica;
  • Enfermagem do Trabalho;
  • Infectologia;
  • Neonatal.

Possibilidade de liderar uma equipe

Citamos algumas vezes neste artigo que o profissional de Enfermagem tem como possibilidade atuar na gestão e liderança de equipes.

A necessidade vai além das equipes de Enfermagem dos hospitais Nas Unidades Básicas de Saúde, o profissional lidera equipes são formadas por dentistas, farmacêuticos, terapeutas, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e médicos.

O enfermeiro poderá fazer o controle e relatórios, alimentar o sistema de dados do Ministério da Saúde e cuidar do gerenciamento dos postos de saúde — e o mercado carece de profissionais com aptidões em liderança e afinidade com tecnologia.

Quais são as tendências para Enfermagem?

Não podemos negar que a área de Enfermagem é bastante versátil. Apesar de muita gente acreditar que esse profissional está restrito a trabalhar somente em hospitais ou casas de repouso, você já pôde ver como o mercado é vasto.

As boas remunerações, a aproximação com outras áreas de sucesso e as próprias demandas do mercado nos mostram o que se transformou em uma tendência para Enfermagem.

Enfermagem Dermatológica

A Enfermagem Dermatológica é uma das opções de mercado que acompanham a popularização dos procedimentos estéticos no Brasil e no mundo, que tem inovado a cada dia e recebido mais adeptos. Com destaque na prevenção e na recuperação de problemas de pele.

Essa especialização capacita o enfermeiro para realizar diversos tipos de tratamento para a recuperação de pacientes queimados, diabéticos, com úlceras e outras lesões na pele.

Aqui ele também pode atuar nos centros cirúrgicos, preparando e orientando o paciente antes e depois do procedimento, conforme citamos anteriormente.

O enfermeiro também pode ser responsável por auxiliar procedimentos como carboxiterapia, drenagem linfática e ultrassom cavitacional.

A remuneração gira em torno de R$ 3.530,00*, variando de acordo com os procedimentos que vai fazer, da localização e do reconhecimento como profissional nesse mercado que, embora seja uma tendência, já é competitivo.

Enfermagem Geral

Essa área de especialização é a mais comum dentro da Enfermagem e permite que o profissional possa trabalhar em hospitais públicos e privados, clínicas e Unidades Básicas de Saúde (UBS). Nunca sai de moda e nunca deixa de ser tendência!

Como já adiantamos, sua rotina é cuidar da saúde e procedimentos dos pacientes emergenciais, da gestão de equipe ou até mesmo na orientação do público em relação aos cuidados básicos de saúde e prevenção de doenças.

Os enfermeiros gerais também podem atuar em procedimentos médicos, na realização de exames ou coletas de materiais.

Enfermagem Obstetrícia

As discussões sobre parto humanizado estão cada vez mais intensas e têm contribuído para popularizar a figura da enfermeira obstétrica em um dos acontecimentos mais importantes da vida de uma gestante.

Sua presença e suas ações durante o trabalho de parto são até mais intensas do que as do médico, que geralmente só participa do momento do parto propriamente dito.

A enfermeira obstétrica é responsável por cuidar da saúde e do bem-estar do recém-nascido e da mãe, acompanhar os momentos das contrações, monitorar mãe a bebê, além de passar as orientações sobre o parto e o cuidado no pós-parto, auxiliar o médico durante o parto, no pré natal e assistência no caso de gravidez de risco.

Dentre as áreas da enfermagem essa é uma das mais bem remuneradas, chegando a um salário médio de R$ 4.279.60*.

Enfermagem em UTI

A Enfermagem em UTI é uma das novas atribuições dos profissionais da Enfermagem, e tende a ser a mais valorizada. Isso porque poucas pessoas possuem aptidão para trabalhar com pacientes em estado crítico de saúde.

Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) a rotina é cheia de desafios, exigindo certas habilidades do profissional, como inteligência emocional, rapidez, conhecimento específico, entre outras.

Se quiser acompanhar as tendências, durante a faculdade, prepare-se para atuar em espaços de urgência que não sejam leitos de hospitais. Muitas pessoas precisam de atendimento intensivo fora desses ambientes e o enfermeiro precisa estar preparado para isso.

Enfermagem para saúde da família

O enfermeiro estratégico da saúde da família têm diversas responsabilidades dentro dos hospitais, mas a maior demanda por esses profissionais é na área de gestão e liderança de equipes de saúde e agentes comunitários na esfera pública.

Os cargos para essa área da Enfermagem em concursos públicos são frequentes, por isso, a área nunca deixa de ser uma tendência.

Por ser um cargo estratégico de gestão, prevenção e acompanhamento aos pacientes da comunidade, o profissional recebe uma remuneração aproximada de R$ 6.992,70* para trabalhar nos postos de saúde espalhados pelas cidades.

Enfermeiro Home Care

A população está envelhecendo. Com a expectativa subindo e as famílias optando por terem menos filhos, a tendência é que os atendimentos a idosos cresçam cada vez mais.

Essa área da Enfermagem presta assistência domiciliar a famílias que possuem pacientes idosos, crianças, deficientes ou pessoas que possuem doenças crônicas e necessitam de cuidados especiais.

Os enfermeiros fazem o atendimento diretamente na casa de pessoas, de acordo com cada necessidade, desde ministrar medicamentos a troca e higienização de ferimentos.

Além dessas atribuições, o enfermeiro também pode trabalhar na gestão de equipes que pode ser composta por psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas que também fazem o atendimento deste público.

A remuneração para o enfermeiro home care varia em torno de R$ 2.503,00*, mas vale lembrar que esses profissionais acabam cuidando da saúde e bem-estar de mais de um paciente, o que acaba aumentando a renda salarial.

Enfermagem clínico-cirúrgica

Se você se interessa pelo campo cirúrgico mas ficou na dúvida entre Enfermagem e Medicina, saiba que essa é uma área da Enfermagem que possui características similares em ambas as profissões.

Por isso, o profissional recebe atribuições relacionadas ao cuidado do paciente na preparação e na internação para procedimentos cirúrgicos de forma que tudo aconteça de forma humana e ética.

O enfermeiro clínico-cirúrgico também atua no acompanhamento à anestesia, nos exames, na medicação e na alimentação. O salário médio desta função é de R$ 3.190,27*.

Residência em Enfermagem

Além das especializações citadas acima, existe a possibilidade do bacharel em Enfermagem fazer residência. O programa é remunerado, sendo uma forma de estudar enquanto trabalha em hospital.

Assim como na Medicina, o profissional vai se aprimorar e aprender na prática as atribuições de uma determinada área da saúde, e após 2 anos sairá como especialista.

Quando falamos em programas de residência em Enfermagem, estes variam de acordo com o hospital e a instituição de ensino que oferecem a opção, e o tipo de residência, podendo ser:

  • Cuidados paliativos;
  • Dependência química;
  • Nefrologia;
  • Obstetrícia;
  • Oncologia;
  • Pediatria;
  • Saúde da criança e do adolescente;
  • Saúde da família;
  • Saúde do adulto e do idoso;
  • Saúde mental e psiquiátrica;
  • Sistema cardiovascular;
  • Terapia intensiva;
  • Tratamento cardiorrespiratório;
  • Urgência.

Os valores que o enfermeiro recebe variam entre R$ 2.500* a R$ 3.500*, estando muito próximo a remuneração média do enfermeiro no Brasil.

Quais são as principais atuações em Enfermagem?

Quando falamos para você que a Enfermagem é um campo muito amplo de atuação, não estávamos brincando. A área não se resume às suas tendências.

Confira um panorama sobre os ambientes de trabalho onde esse profissional pode atuar!

Atendimento pré-hospitalar

O atendimento pré-hospitalar não é restrito somente ao hospital, esse suporte também é feito em ocorrências atendidas por ambulâncias e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), sendo obrigatório que seja feito por um enfermeiro.

Quem gosta e tem aptidões para trabalhar com triagem, urgência e emergência, poderá encontrar a carreira profissional perfeita para o seu perfil.

Empresas

Empresas que prezam pela saúde e a integridade física do colaborador podem ser atendidas pelo profissional da Enfermagem na atuação da segurança do trabalho juntamente aos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT).

Dessa forma, o profissional terá como atribuições os primeiros socorros em casos de emergência, no cuidado com a saúde do colaborador, na prevenção de acidentes de trabalho e patologias ocupacionais.

Docência

O profissional bacharel em Enfermagem pode ministrar aulas em cursos da saúde ou exercer a função de coordenação. Contudo, é necessário que tenha cursos de pós-graduação na área da saúde ou pós-graduação em docência no ensino superior.

Área pública

Outra oportunidade de trabalho para o enfermeiro e a enfermeira é o setor público. Sendo aprovado em um concurso, o profissional poderá atuar em setores governamentais, como hospitais e clínicas geridas pelo Estado ou Município de sua preferência, ou até mesmo na gestão de órgãos públicos relacionados à saúde.

Como ingressar no mercado de Enfermagem?

No início deste post, contamos para você que é possível trabalhar com Enfermagem como auxiliar, técnico ou enfermeiro.

Revelamos, também, que as oportunidades para o bacharel em Enfermagem são muito maiores do que para os outros profissionais.

Portanto, como trabalhar com Enfermagem não tem segredo, a melhor opção é ingressar no curso de ensino superior. Vamos te contar porque a melhor opção está na Anhanguera!

Como é estudar na Anhanguera

A Anhanguera é uma das faculdades mais conhecidas do país, com polos e unidades espalhadas pelos quatro cantos do Brasil, aproximando o ensino superior de pessoas de Norte a Sul.

Entre os pontos que fazem da Anhanguera uma boa faculdade, se destacam:

Perceba que, tendo em vista o que explicamos aqui sobre o que é Enfermagem dentro das suas áreas de atuação, optar por uma faculdade que não mede esforços para oferecer uma infraestrutura inovadora é um dos caminhos mais inteligentes para uma boa formação.

Além disso, a Anhanguera se preocupa não só em formar um bom enfermeiro ou uma boa enfermeira. Ela também contribui para sua inserção no mercado de trabalho por meio do Canal Conecta, um portal exclusivo de vagas de emprego para seus alunos.

O vestibular na Anhanguera

Inicialmente, toda pessoa que sonha em cursar Enfermagem deve escolher em qual unidade ou polo da Anhanguera deseja estudar e acompanhar o calendário acadêmico.

Cada uma delas disponibiliza datas diferentes para fazer as provas do vestibular de Enfermagem, por isso, é preciso ter atenção aos editais.

Caso as datas das provas não coincidam com a sua agenda, não se preocupe! É possível escolher a data da sua prova. E nesse dia, dirija-se até o local e faça uma redação em até 2 horas de acordo com o tema sugerido.

Para facilitar ainda mais, a Anhanguera tem a opção do vestibular 100% digital. A prova segue o mesmo modelo do vestibular tradicional, mas é preenchida totalmente online.

Em ambos os casos, é necessário entregar uma redação. No formato presencial, são 2 horas para concluir. Já no ambiente online, por não ser exigido um trabalho manual, o cronômetro da Anhanguera finaliza após 1 hora.

Enfermagem EAD é uma possibilidade

O maior obstáculo para muitas pessoas conquistarem o diploma é a modalidade de ensino do curso dos sonhos. É o que acontece em Enfermagem, amplamente ofertada em período integral nas faculdades públicas e particulares de todo o Brasil.

Realmente, as disciplinas práticas exigem que sejam estudadas presencialmente. No entanto, a Anhanguera é reconhecida pelo MEC e tem autorização para oferecer Enfermagem EAD, em que o aluno estuda pela internet e comparece ao polo presencial apenas quando necessário.

Dessa forma, fica mais fácil para o estudante de Enfermagem conciliar a rotina, traz mais comodidade para quem gosta de horários flexíveis e diminui os custos com a faculdade, já que não é preciso se deslocar todo dia até a unidade escolhida para estudar.

Agora é com você!

Chegamos ao final do nosso guia sobre Enfermagem! Esperamos que as informações compartilhadas neste post tenham sido úteis tanto para pessoas que ainda não se decidiram sobre qual carreira na saúde seguir, como para aquelas que já estão na faculdade, mas ainda não sabem em qual segmento investir.

Se você está no time daqueles que ainda não se inscreveram, que tal aproveitar as facilidades da Anhanguera? Inscreva-se no vestibular. É rápido, prático e online!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 23

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.