Gestão de Recursos Humanos e liderança: qual é a relação?

O principal papel da gestão de recursos humanos e liderança dentro das organizações é conciliar os interesses dos trabalhadores com os interesses da empresa. Por isso, essa tende a ser uma jornada desafiadora, o que torna ainda mais relevante uma integração eficiente entre o RH e os líderes. ✌️

Neste post, você vai descobrir como essas duas áreas estão interligadas e de que maneira elas trabalham juntas para otimizar o desempenho dos times, deixando a empresa e as pessoas mais satisfeitas. Gostou da ideia? Então, aproveite o conteúdo!🚀

Qual é a importância dos recursos humanos na gestão da liderança?

Os recursos humanos são uma parte importante do trabalho das lideranças. Quando eles atuam de forma integrada e colaborativa, toda a empresa se beneficia com uma performance melhor do time de trabalhadores, um clima organizacional mais saudável e agradável e o consequente fortalecimento da cultura organizacional.

Em geral, a parceria entre recursos humanos e liderança descentraliza uma parte bastante densa do trabalho de gestão de pessoal, que deixa de ficar concentrada apenas no RH para ser incorporada no dia a dia pelos líderes da empresa.

Assim, o papel de disseminar as diretrizes organizacionais não é mais apenas do RH, mas de todos os líderes.

De forma resumida, a gestão dos recursos humanos na gestão da liderança leva o olhar estratégico do RH para as atividades rotineiras dos times, gerando benefícios como:

  • melhoria na produtividade;
  • aumento do engajamento dos colaboradores;
  • valorização dos pontos fortes dos times;
  • qualificação do clima organizacional;
  • consolidação de uma cultura organizacional saudável;
  • entre diversos outros fatores.

O que é liderança na gestão de recursos humanos?

Quando falamos em liderança na gestão de recursos humanos, precisamos falar em profissionais que encabeçam ideias disruptivas. Os líderes são, por natureza, bons gestores de pessoas, gente que inspira e que promove mudança.😎

Por isso, é crucial que o seu trabalho seja realizado em consonância com os recursos humanos, que têm como objetivo principal a gestão dos interesses dos funcionários e da empresa também.

Ao aproximar esses dois aspectos dentro da empresa, é possível tornar o RH mais presente e participativo, e as lideranças, mais estratégicas.

Isso tudo, é claro, só é possível por meio da integração entre as equipes de RH e os líderes. Afinal, é impossível fazer um trabalho em conjunto se as equipes mantiverem metas e objetivos isolados, por exemplo. Então, tanto as lideranças entre si quanto suas equipes e o RH devem partilhar dos mesmos objetivos e motivações. 🔝

Atuando de perto com as lideranças, os recursos humanos conseguem promover soluções efetivas e pontuais para solucionar toda e qualquer dificuldade que surja pelo caminho.

Um exemplo: supondo que as lideranças tenham percebido uma necessidade crescente de capacitação do seu pessoal em relação ao uso de ferramentas tecnológicas, o RH pode levar essa pauta como prioridade dentro dos investimentos.

Isso é extremamente importante para a criação de soluções mais ágeis e para a fluidez das mudanças dentro do ambiente corporativo. Além, é claro, da resolução de eventuais desafios que estejam impedindo os melhores resultados operacionais em relação às metas propostas.

Qual é o papel da liderança na gestão?

Nesse caso, é importante ter em mente que a liderança tem suas próprias responsabilidades dentro desse processo. Para que o relacionamento com o RH seja de fato colaborativo, é preciso que as necessidades dos colaboradores estejam muito bem alinhadas aos objetivos e metas da empresa.

Para isso, é fundamental assumir algumas posições indispensáveis. Confira!

Inteligência emocional

É esperado que uma liderança trabalhe e desenvolva a própria inteligência emocional, seja para gerir as pessoas que fazem parte de uma equipe ou mesmo os desafios que surgem ao longo do caminho.

Muitas vezes, as equipes têm necessidades que não podem ser imediatamente atendidas pela empresa e, nessas horas, é preciso ter controle emocional e jogo de cintura para resolver as coisas.

A atuação de um líder deve ser estratégica. 👩‍💼👨‍💼Isso significa que ele deve estar no controle de suas emoções e liderar a si mesmo antes de querer liderar aos outros. Então, é importante investir em autoconhecimento e em habilidades sociais.

Visão sistêmica

O segundo passo é desenvolver uma visão mais abrangente sobre o negócio e entender que os resultados organizacionais almejados só serão possíveis a partir de pequenos esforços diários e pessoais. É papel do líder assumir a responsabilidade de manter as pessoas focadas no objetivo. 🎯

Ter uma visão sistêmica é conseguir perceber como todos os setores de uma empresa estão interligados e dependem do bom desempenho dos demais para funcionarem. Isso faz com que uma equipe trabalhe sempre na sua melhor versão e se preocupe em fazer entregas de alta qualidade.

Capacidade de análise de dados

Um bom líder também gerencia a partir de dados. Como a tecnologia está cada vez mais presente no dia a dia das empresas, é fundamental saber usar esses recursos a favor do melhor desempenho possível dos times. E saber analisar os dados disponíveis sobre pessoas e processos é um bom começo.

Assim, um líder deve tomar decisões sempre embasadas por dados e a partir de consultas pontuais sobre o que pode interferir nos seus resultados. Isso aumenta a segurança das escolhas e também promove resultados muito mais positivos para o negócio.

Comunicação interpessoal avançada

Por fim, mas não menos importante, um líder deve dominar a capacidade de se comunicar com outras pessoas de forma avançada. Lembre-se: é ele quem faz o meio de campo entre os interesses dos trabalhadores e do negócio.

Portanto, é seu papel trabalhar com questões delicadas, gerenciar desafios aparentemente intransponíveis e dar devolutivas negativas para o seu pessoal. Isso exige não só uma ótima capacidade oratória como uma fala empática e um interesse genuíno nas pessoas.

Todas essas habilidades são desenvolvidas ao longo da graduação em Recursos Humanos e experiência profissional — como estágios e cargos de analista.

YouTube video

Gestão de RH e liderança: uma aliança necessária

A gestão de recursos humanos e liderança deve andar lado a lado para promover o melhor desempenho de uma empresa. Isso porque as pessoas são o capital mais valioso de um negócio, e saber gerenciá-las é o segredo para ter uma empresa forte e diferenciada. 😍

Gostou do que viu por aqui e quer dar início à sua carreira na gestão de recursos humanos ou liderança? Tudo começa com a graduação. Inscreva-se no vestibular de Gestão de RH na Anhanguera!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.