A importância do estudo da Economia em tempos de pandemia

estudante de economia no cenário da pandemia

Mais do que nunca, em tempos de pandemia, o estudo da Economia se mostra cada vez mais importante. O caos econômico causado desde o início da quarentena imposta em alguns países, trouxe uma realidade muito diferente da que estávamos acostumados. Nesse contexto, são muitas as funções que o economista desenvolve que são essenciais para a análise e reestabelecimento do mercado mundial.

Fizemos um post especial sobre a importância dessa graduação e quais são as funções do economista em tempos de pandemia. Confira:

  • entenda o que é uma pandemia;
  • qual a importância do estudo da Economia nesse contexto;
  • quais as carreiras do economista;
  • como o economista pode atuar nas Políticas Públicas.

O que é uma pandemia?

Para facilitar o conceito de pandemia, vamos explicar, antes, outros três conceitos: o de surto, endemia e epidemia.

O surto acontece quando o número de pessoas infectadas aumenta repentinamente em uma região. Ou seja, há um grande número de pessoas infectadas, mas isso se restringe a um local, como um bairro ou uma cidade.

A endemia não está relacionada à quantidade de casos, mas à frequência em uma região. Febre-amarela e a malária, na região Norte do Brasil, são exemplos.

Numa epidemia, o número de infectados já aumentou e se espalhou. Não somente restritos a uma região, agora, outros locais também apresentam pessoas infectadas. Epidemias podem ser nacionais e ocorrerem em várias regiões de um país, um exemplo, aqui no Brasil, é a Dengue.

A pandemia é ainda mais grave. Nela, a doença já espalhou por diversos países e continentes do planeta. Alguns exemplos de pandemias anteriores aconteceram com a gripe espanhola, em 1918 e o H1N1, em 2009.

A pandemia que vivemos hoje é o novo coronavírus, responsável pela COVID-19, que já atingiu várias partes do mundo, e fez a OMS (Organização Mundial da Saúde), em março de 2020, classificá-lo como pandemia. É importante que a população perceba a seriedade do caso e tome devidas precauções, evitando o aumento de infectados. Por isso, o profissional de Economia se mostra cada vez mais necessário, atuando nessa linha de frente de treinamento dos profissionais de saúde e auxiliando na conscientização dos pacientes.

Qual a importância do estudo da Economia em tempos de pandemia?

O curso de Ciências Econômicas tem como objetivo oferecer ao aluno uma formação que atenda as exigências atuais do mercado, formando assim, profissionais capazes de analisar os fenômenos econômicos e socioeconômicos.

Numa pandemia, além da coleta e análise de dados necessários para entender um cenário macro e micro referente aos acontecimentos, o economista cumpre o papel fundamental de prever o cenário econômico global futuro.

Segundo o Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais (DESA) a economia global deve encolher quase 1% este ano devido à pandemia do coronavírus.

O medo do contágio pelo vírus não só paralisa a vida, como consequentemente também a economia. Uma cobertura de saúde universal necessitaria de um investimento da Assistência Oficial ao Desenvolvimento (AOD), do Banco Mundial ou da ONU. No cenário brasileiro, o presidente do Banco Central reconhece que a pandemia terá impacto forte na economia brasileira, e prevê queda de 5,5% no PIB brasileiro.

Dentro do cenário econômico, podemos elencar alguns impactos mais fortes causados pela pandemia, como:

  • depressão da atividade econômica, através de reduções tanto na oferta como na distribuição de demanda;
  • queda na produção;
  • redução da atividade econômica;
  • diminuição do consumo e da oferta de trabalho.

Por isso, o economista, dentro das principais carreiras que pode seguir, cumpre papel fundamental no trabalho de desenvolvimento e estudo da economia em determinado local, tendo em vista a recuperação econômica e melhor desenvolvimento social pós-pandemia.

Quais as carreiras do economista?

Com um campo vasto de atuação, tanto no setor privado quanto na carreira pública, o economista possui muitas opções.

Separamos algumas das principais carreiras do economista, tendo em vista o cenário atual brasileiro:

Assessoria

Como assessor, há possibilidade de atuação na precificação de produtos e serviços, baseado nos níveis ideais de produção, custos, e margem de lucros adequados para cada setor de atividade.

Projetos

Atuação como auditor em avaliações econômico-financeiras, além de elaborar projetos de investimentos.

Pesquisa

Como pesquisador, pode atuar tanto na área acadêmica, no setor privado, ou como consultor individual. O economista analisa a conjuntura econômica atual e faz previsões, considerando estatísticas e fatores, tais como: inflação, renda, nível de desemprego, mercado de câmbio e projeções de crescimento.

Planejamento

Como planejador, atua com planejamento econômico, financeiro e administrativo dos mais variados tipos de organização, fazendo uso de práticas e instrumentos de política econômica que visam o desenvolvimento socioeconômico.

Consultoria

Como consultor, tem o objetivo de utilizar conhecimentos e ferramentas disponíveis para aumentar a rentabilidade do patrimônio privado, ou melhorar a prestação de serviços públicos e privados.

Como o economista pode atuar nas Políticas Públicas

Um dos setores que mais contrata economistas é o poder público.

Há algumas oportunidades para esse tipo de profissional no setor público, que aumentaram consideravelmente nos últimos anos, devido o potencial de intervenção nos planos públicos do país que ocorreu neste período. 

Além da estabilidade gerada pela carreira pública, o setor público é uma aposta de muitos estudantes e formandos de Economia devido à aposentadoria integral, à estrutura e benefícios que uma carreira pública assegura. Algumas das principais carreiras e setores que podemos elencar são:

  • setor público federal;
  • intervenção nos planos públicos do país;
  • setor público estadual;
  • órgãos como tribunais de justiça;
  • economia monetária no Banco Central;
  • política fiscal no Tesouro Nacional;
  • política tributária na Receita Federal;
  • pesquisa no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA);
  • bancos públicos, como Banco do Brasil e Caixa Econômica;
  • gestor público no BNDES.

Em tempos de pandemia, o estudo da economia com viés em economia internacional se mostra cada vez mais importante. A questão da internacionalização brasileira tem aumentado significativamente nos últimos anos por conta da globalização dos mercados, e uma visão mais macroeconômica é fundamental.

Agora que você já entendeu a importância do estudo da Economia numa pandemia, confira um panorama sobre o mercado de trabalho brasileiro e as oportunidades!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.