Direito e Tecnologia: entenda a relação no universo lawtech

Diireito e tecnologia

O segmento jurídico tem muitas áreas de atuação e oferece inúmeras oportunidades de carreira, tanto no setor público como no privado. Uma tendência que vem afetando todos os setores é a transformação digital. Você sabe como é a relação entre Direito e Tecnologia nos dias de hoje?

Nos últimos anos, diversas soluções foram colocadas à disposição dos profissionais, trazendo mais agilidade, segurança e produtividade para os juristas. Aliás, o próprio Poder Judiciário se modernizou bastante, adotando a tecnologia como solução para o grande volume de demandas judiciais.

Neste conteúdo, você entenderá um pouco mais sobre a relação. Além disso, vai conhecer as principais tendências para os próximos anos. Identifica-se com o curso de Direito? Então, não deixe de conferir!

Como a revolução tecnológica afetou o Direito?

Direito e Tecnologia tiveram uma interação bastante positiva nos últimos anos. As soluções digitais não apenas resolveram diversos problemas, como abriram novos segmentos de atuação aos profissionais da área. Logo, é uma tendência que veio para ficar.

Nesse sentido, podemos identificar uma série de conexões entre Direito e Tecnologia:

  • desenvolvimento de softwares e de aplicativos jurídicos;
  • digitalização da Justiça e surgimento do processo judicial eletrônico;
  • aplicação da tecnologia no ensino do Direito;
  • surgimento do Direito na área de tecnologia para regular as relações desse meio, especialmente na internet;
  • novos modelos de trabalho, como home office e atendimento telepresencial;
  • uso da análise de dados no planejamento de medidas legais e na tomada de decisão.

Outro ponto interessante é que, muitas vezes, as mudanças tecnológicas causam mudanças sociais, levando à necessidade de novas regras. Um exemplo recente foi a criação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que definiu limites para a coleta e a aplicação de informações sobre as pessoas.

Quais são as vantagens da tecnologia na área jurídica?

Com as mudanças, os profissionais viram uma série de melhorias em suas atividades, com novas oportunidades de trabalho e empreendedorismo. Confira as principais vantagens a seguir.

Redução da burocracia

As atividades de escritórios de advocacia e de repartições públicas agora contam com o auxílio de softwares para automatizar tarefas. Além disso, a comunicação com clientes, colegas de trabalho e organizações se tornou mais ágil. Na prática, há inúmeras soluções tec de Direito.

Aumento das oportunidades

Com a internet, também surgiram novas formas de atuação. É o caso das plataformas de correspondentes jurídicos, em que o advogado pode solicitar os serviços de um profissional local quando atuar fora de sua cidade. Igualmente, tornou-se comum o atendimento e a consultoria online, usando ferramentas de chat e videoconferência.

Processo judicial eletrônico

Uma quarta vantagem é que agora os processos são eletrônicos. Assim, o profissional se dedica mais tempo com problemas e questões jurídicas do que com consultas, cópia de documentos e outras atividades nas repartições públicas.

Redução de custos

Com a redução de gastos proporcionada pelo material de escritório, possibilidade de atendimento online e ampliação do home office, os custos profissionais estão mais baixos. Logo, quem deseja atuar como advogado tem um caminho mais acessível.

Acesso ao conhecimento

Por fim, o profissional de hoje tem amplo acesso ao conhecimento jurídico, como livros, decisões judiciais, palestras e cursos. Isso porque a tecnologia não apenas facilitou a comercialização dos produtos, como trouxe a opção de obter capacitações e materiais pela internet.

No curso de Direito, temos dois excelentes exemplos da ampliação do acesso ao conhecimento. O preparatório para a prova da OAB (Ordem dos Advogados) do Saraiva Aprova e as qualificações para concurso público na área de Direito da LFG utilizam do ensino a distância para viabilizar os cursos.

Vale ressaltar que, para os alunos da Anhanguera, o Saraiva Aprova pode ser realizado gratuitamente. Já os cursos da LFG, como os preparatórios para analista e técnico judiciário, contam com descontos exclusivos.

Mas, afinal, o que é lawtech?

As lawatechs lideram a transformação digital do setor. Muitas das soluções vistas nos filmes e nas séries sobre Direito se tornaram realidade, virando parte do cotidiano da prática jurídica.

Essas empresas de tecnologia desenvolvem soluções e ferramentas que serão utilizadas pelos advogados, juízes, promotores, analistas e demais profissionais do Direito, como softwares de gestão de escritório, pesquisa de jurisprudência (decisões judiciais) e recorte automático de publicações no diário oficial.

Além disso, existem as soluções que focam suas atividades na melhoria dos serviços jurídicos, como as plataformas de atendimento online. Assim, elas têm os usuários da Justiça e os clientes dos escritórios como principais destinatários.

As fornecedoras da legaltech geralmente são startups. Uma startup tem como características a inovação e a escalabilidade. Por isso, são negócios que crescem rapidamente sem grandes aumentos de custos. Por exemplo, um aplicativo pode sair de dezenas de clientes para milhares sem grandes mudanças, diferentemente de uma loja física.

Quais são as tendências do mundo legaltech?

As legaltechs criaram algumas tendências que, certamente, vão influenciar o seu trabalho depois de se formar. Listamos quatro para despertar a sua curiosidade sobre Direito e Tecnologia.

Compliance

As chamadas políticas de compliance são o primeiro exemplo. A tecnologia auxilia a criação de medidas de controle interno para que as empresas previnam, identifiquem e reprimam desvios éticos, fraudes e corrupção. Além disso, após a LGPD, existe uma preocupação com o tratamento dos dados das pessoas.

Monitoramento de dados públicos

Outras ferramentas importantes são as tecnologias que coletam e interpretam as informações produzidas pelo setor público. As informações podem servir para as entidades que fazem a fiscalização, mas também para os advogados em busca de provas para os processos judiciais em que atuam.

Inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) é outra tendência fundamental. Por simular o raciocínio humano em grande escala, a IA pode auxiliar a tomada de decisões, bem como realizar o levantamento de estatísticas e de tarefas automatizadas. Um exemplo é a extração de informações do conjunto de decisões judiciais de um órgão.

Incidente de demandas repetitivas

A tecnologia também se aplica na gestão do banco de dados dos tribunais. Entre outras, uma aplicação que será cada vez mais frequente é o mapeamento de processos com questões jurídicas idênticas. Dessa forma, é possível reunir todos e dar um único julgamento, ajudando a desafogar o judiciário.

Aqui na Anhanguera, os alunos do curso de Direito participam de diversas iniciativas voltadas à inserção no mercado jurídico pós-Transformação Digital. Um exemplo é o acesso ao Vade Mecum Digital Saraiva Jur (coletânea de leis e códigos), que acompanha a maior velocidade das mudanças legislativas, que se tornaram mais frequentes e exigem atualizações constantes.

Os alunos também participam de aulas online e gratuitas com professores conceituados, como Pablo Stolze e Pedro Lenza. Nesse projeto, a Aula Destaque, são abordadas tendências e experiências a partir da visão desses profissionais, que já trilharam uma trajetória de sucesso no segmento jurídico.

Além disso, durante toda a graduação, a tecnologia faz parte das aulas e da prática jurídica realizada na faculdade de Direito, inclusive com atividades nos laboratórios de informática. Até porque o processo judicial eletrônico, as audiências por videoconferência e o uso da lawtech fazem parte da realidade que os novos profissionais vão enfrentar ao entrarem nesse mercado.

Estude na Anhanguera! 

Agora que já conhece a importância de conciliar Direito e Tecnologia, o curso superior da Anhanguera é o caminho ideal se você deseja desenvolver as competências necessárias para o mercado jurídico do futuro.

Conheça a faculdade de Direito e faça a sua inscrição no vestibular!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content